Arte

‘Simpsons’, ‘Ricky and Morty’ e outros: Artista recria 9 desenhos com personagens negros

por: Vitor Paiva

A pouca representatividade negra é um fenômeno que se dá nas mais diversas camadas culturais, e fomenta certa segregação desde a infância para as crianças que crescem assistindo filmes e desenhos em que a presença negra é rara ou inexistente – ou, eventualmente caracterizada de modo pejorativo e preconceituoso. A fim de denunciar e, ao mesmo tempo, combater tal realidade, o artista Tyron Handy decidiu “recriar” diversos personagens icônicos (e brancos) dos desenhos animados como se fossem negros.

Tyron se inspirou nas diversas recriações de personagens clássicos popularizadas na internet, mas indo mais a fundo no sentido de tais subversões. “A maioria das recriações que eu vi eram mudando roupas, colocando joias em personagens sem repensar a cor das peles. Minhas recriações imaginam os personagens em versões realmente paralelas”, ele disse. “Não haviam muitos personagens que pudessem me representar quando eu estava crescendo – a maioria dos personagens negros nos desenhos e nas séries eram estereotipados, coadjuvantes do personagem principal branco. Jovens negros precisam se sentir mais representados na mídia”.

Com o sucesso de suas recriações vieram também as críticas – muita gente comentou que seu trabalho fazia a manutenção e até fomentava o racismo. A maioria, porém, apontou a importância de se falar sobre a segregação, e de deixar de fingir que tal questão não é imensa. Basta pensar quantos personagens famosos dos desenhos eram negros enquanto crescíamos, para se ter certeza de que o trabalho de Tyron toca com precisão e humor em um ponto central.

1. Meninas Superpoderosas

2. Family Guy

3. Mulher Maravilha

4. Max & Roxanne

5. The Simpsons

6. Rugrats

7. Hey Arnold

8. Ricky and Morty

9. Batman (com participação de Um Maluco no Pedaço)

O artista Tyron Handy

Publicidade

© arte: Tyron Handy


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Pesquisa identifica quais as preferências musicais em cada região do Brasil