Agenda Hypeness

35 eventos puro amor no maior feriado jamais visto em São Paulo e no Rio

por: Gabriela Rassy

Nesta semana, um bônus. Pudera, um feriado de quinta que emenda justamente com um feriado de terça é coisa para glorificar de pé. E se esse acontecimento tivesse a magia de ser justamente com o Dia da Consciência Negra? É muito axé! Que se abram as ruas hoje e sempre para a beleza e a cultura negra. Aqui vai uma dose de bons shows, exposições essenciais e programações completas de algumas maravilhas que rolam em São Paulo e no Rio de 15 a 20 de novembro.

Ficou difícil destacar uns poucos eventos, até por que essa semana é tudo sucesso. Mas em SP, comece vasculhando as atrações da Feira Preta e da Virada da Consciência. No Rio, vale ficar #atenta ao Festival Mulheres do Mundo que ocupa a cidade com uma programação simplesmente imperdível. Tem ainda shows da Karol Conka, Herbie Hancock, MECA Urca, abertura do festival de fanfarras Honk e o espetáculo Nina.

Vem na minha!

São Paulo

#multicultural

Popload Festival 2018 @ Memorial da América Latina
Quinta, dia 15, a partir das 12h
R$ 180 a R$ 750
No line up, a cantora neozelandesa Lorde, as bandas Blondie, Death Cab For Cutie, At The Drive In, que tocam pela primeira vez no Brasil, o duo de Nova York MGMT, a cantora carioca Letrux e o encontro especial de Mallu Magalhães & Tim Bernardes em um show exclusivo, especialmente concebido para o festival.

O Hypeness foi convidado pela Tanqueray para estar no Popload  e curtir todo esse clima de mistura musical e bons drinks. Assista aos stories para saber tudo o que rolou e fique de olho aqui no site que já já teremos matéria especial sobre Popload no ar.

Feira Preta @ Praça das Artes e no Teatro Municipal
18 a 20 de novembro
Grátis
O maior festival de cultura negra da América Latina, está de volta para mais uma edição cheia de atrações lindas no feriado da Consciência Negra. Na Praça das Artes acontecem shows negros e maravilhosos com Elza Soares e Luedji Luna, Rincon Sapiência, Bia Ferreira e Preta Rara, Flávio Renegado e Simoninha, Slam das Minas – SP e The R.A.P Party (Rhythm and Poetry, do Reino Unido), o Baile Black Bom diretamente do Rio de Janeiro, Jah!Spora (SP) e a festa Batekoo. Já o Teatro Municipal de São Paulo recebe os espetáculos “Pequeno Príncipe Preto” e “Contos Negreiros do Brasil”. Além das obras, rolam diálogos criativos sobre temas urgentes. As inglesas Reni Eddo-Lodge, autora de “Por que não falo mais com brancos sobre raça”, e Jude Kelly, fundadora do Festival Women of the World (WOW), assim como a senegalesa Mariéme Jamme, fundadora da Accur8Africa, estão entre as confirmadas.

Virada da Consciência @ Dezenas de locais
18 e 21 de novembro
Grátis
Um evento lindo e completo que espalha palestras, debates, shows musicais, atividades de dança, moda, teatro, mostras de artes visuais por toda a cidade. No dia 19, a partir das 10h, no campus da Faculdade Zumbi dos Palmares começa a 6ª FlinkSampa, festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra, da qual participam escritores brasileiros e estrangeiros que vai até 21. Lá também terá um espaço de beleza e a São Paulo AfroWeek, com desfiles de estilistas e estudantes de moda. Na quarta-feira (21), a partir das 10h, nas dependências da faculdade, acontece o festival Afro Minuto, com o objetivo de despertar e estimular crianças e adolescentes a utilizarem a linguagem do vídeo para interagir com a diversidade étnico-racial brasileira e se apropriar da temática de forma definitiva. Destaque ainda para a peça “Todo camburão tem uma pouco de navio negreiro”, na Caixa Cultural, de 15 à 20 de novembro, às 19h15.

Espetáculo "Todo Camburão Tem Um Pouco de Navio Negreiro", do Grupo Nóis de Teatro, de Fortaleza (CE), tem direção de Murillo Ramos e dramaturgia de Altemar Di Monteiro. A peça conta a história de Natanael, uma espécie de anti-herói que habita as periferias.

Espetáculo “Todo Camburão Tem Um Pouco de Navio Negreiro”, do Grupo Nóis de Teatro, de Fortaleza (CE), tem direção de Murillo Ramos e dramaturgia de Altemar Di Monteiro. A peça conta a história de Natanael, uma espécie de anti-herói que habita as periferias.

#show

Pré Feriado: Flora Matos @ Mundo Pensante
Quarta, dia 14, 23h
R$ 30 a R$ 35 – grátis para os 5 primeiros que apresentarem o cupom
“A Flora não é só a melhor MC do Brasil. Ela está entre os artistas mais interessantes que apareceram no país nos tempos recentes para muito além de nichos de estilos. Ah, e sim, ela está entre os melhores MCs daqui – independente de gênero e deixando na poeira esse papinho de “universo dominado por homens”, já que ela canta e rima tão bem. É menina e mulher, tem o pique malandragem de rua, sem precisar ser nem um pouco masculinizada ou sucumbir aos estereótipos masculinos sobre a mulher hiper sexualizada, quer dizer, recorrer aos estereótipos estadunidenses”, texto por Andre Maleronka.

Johnny Hooker | Abertura 26º Festival Mix Brasil @ Auditório do Ibirapuera – área externa
Quinta, dia 15, a partir das 17h
Grátis
O Auditório Ibirapuera será palco do 26o Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, maior evento LGBTQ da América Latina e um dos maiores do mundo, e traz à plateia externa da casa, como parte de sua programação, Johnny Hooker. Acompanhado por uma banda, o cantor e compositor mostra as músicas de seu mais recente trabalho de inéditas, Coração, além de alguns sucessos de seu disco anterior, Eu Vou Fazer uma Macumba pra Te Amarrar, Maldito!.

Baile do Di Melo @ Mundo Pensante
Sexta, dia 16, 23h
R$ 15 a R$ 30 – grátis para os 5 primeiros que apresentarem o cupom
Di Melo chega em 2018 completando 45 anos de carreira musical, e hoje o recifense Di Melo é referência e é reconhecido como um dos principais nomes da black music brasileira de todos os tempos. O cantor, compositor, poeta, pintor, ator e soulman Di Melo, retorna de uma turnê européia e comemora em grande estilo suas vivências artísticas e compartilha sua nova fase musical, que traz novas composições recém-lançadas como o Single A.E.I.O.U., lançada em Vinil em Junho de 2018, gravada com a banda Francesa.

Craca e Dani Nega e Ilú Obá de Min – Projeto Frequências @ Casa Natura
Segunda, 19 de novembro, 21h30
R$ 40 (lote 1), R$ 50 (lote 2) e R$ 60 (lote 3)
Em seu segundo álbum O Desmanche, a dupla Craca e Dani Nega refina a união entre a música eletrônica latina, o spoken word e o hip-hop numa potente e dançante performance poética e política. O Ilú Obá De Min – Educação, Cultura e Arte Negra é uma associação paulistana sem fins lucrativos que tem como base o trabalho com as culturas de matriz africana e afro-brasileira e a mulher.

Nação Zumbi @ Sesc Itaquera
Terça, dia 20, a partir das 15h30
Grátis
Neste show, a Nação Zumbi apresenta os sucessos de seus 20 anos de carreira, incluindo músicas com Chico Science e do mais recente disco, “Radiola NZ Vol. 1” (selo Babel Sunset), composto por versões zumbificadas de músicas importantes na história da banda, como “Refazenda” (Gilberto Gil) e “Amor” (Secos & Molhados), entre outras.

#teatro

Musical Elza @ Teatro SESC Pinheiros
Quinta a sábado, 21h | Domingos e feriados, 18h.
R$ 50 (inteira). R$ 25 (meia entrada: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência). R$ 15 (credencial plena do Sesc – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).
A trajetória de Elza Soares é sinônimo de resistência e reinvenção. Ainda que muitos dos conhecidos episódios da vida da homenageada estejam no palco, a estrutura de ‘ELZA’ foge do formato convencional das biografias musicais. Se os personagens podem ser vividos por várias atrizes ao mesmo tempo, a estrutura do texto também não é necessariamente cronológica.

Topo da Montanha #EuTenhoUmSonho @ Tom Brasil
19 e 20 de novembro, segunda 20h e terça 18h
R$ 35 a R$ 120
Taís Araujo e Lázaro Ramos apresentam evento criado e idealizado pelo casal para celebrar o legado de O Topo da Montanha, marco na história teatral brasileira e da dupla que já levou mais de 200 mil pessoas ao teatro. Sua primeira edição une teatro e música – a programação começa no dia 19 de novembro com a peça e o encerramento do dia será com show de Criolo. No dia 20, novamente espetáculo abre o festival e, para finalizar o evento, o stand up Tia Má com a Língua Solta, de Tia Má.

#festa

Samba de Dandara @ NossaCasa
Sexta, dia 16, 18h
Grátis
Samba de Dandara é Samba de empoderamento, de exaltação às mulheres sambistas, às grandes compositoras, às grandes intérpretes, às guerreiras do Samba. Samba de Dandara é Maíra da Rosa (voz), Laís Oliveira (cavaquinho), Laurinha Guimarães (violão) , Mariana Rhormens (flauta e percussão), Camila Alcântara e Ana Lia Alves (percussão). Antes e depois do show, DJ Obá com delícias brasileiras.

Festa Realce Todxs por 1 @ Espaço Mangaba
Sexta, dia 16, 23h
R$15 antecipado e R$20 na porta

Alguns dos melhores DJs de São Paulo se reúnem para levantar verba para o amigo DJ Fred Lima, que teve seu equipamento furtado recentemente. Um timaço de DJs ocupa o incrível espaço para transformar esse limão azedo do furto em uma bela caipirinha de resistência, união, celebração e uma mega festa! No line up, DJ Birão Ramin (Festa Cafuá), DJ Tiago Costa (Festa Cafuá), DJ Marina Lopes (Samba do Sol), DJ Ju Salty, DJ Ju Mineira (), DJ Rodrigo Bento (Pilantragi), DJ Lia Macedo (Pilantragi), DJ Theo Werneck, DJ Julião Pimenta (Boteco Pratododia) e DJ Fred Lima (Festa Realce).

Samba do Bule @ Mundo Pensante
Domingo, dia 18, 18h
Grátis
Samba do Bule alia amizade, cadência e tradição em uma das rodas mais prestigiadas de São Paulo. São mais de dez anos compondo uma história ritmada pelas trocas, aprendizados e companheirismo. Fundado em 2007, o Grupo Recreativo de Estudos do Samba Bule surgiu de forma despretensiosa, da reunião informal de amigos que tinham em comum a admiração e o respeito aos sambistas que muito contribuíram com a identidade musical brasileira, mas nem sempre com o merecido reconhecimento. Desde então, o Bule foi ganhando forma e força. Toda última sexta do mês os músicos levavam adiante a bandeira de saudar o samba e evocar os grandes compositores que contribuíram de maneira única com a nossa cultura popular.

MECABrás @ Fabriketa
Segunda, dia 19, das 21h às 5h
R$ 90
O #MECABrás será palco de uma festa maravilhosa, presenteando São Paulo com uma grande surpresa em um local incrível! Celebraremos a união de música e arte com pessoas incríveis e queremos você junto. No line up, Kelela, Jacques, Dan Shake e mais. No sábado, “A Hora dos Fornos”, que tem 3 partes, é exibido todo na sequencia. Domingo tem “Orelha” e “Oratório de Praga”.

Malungo pra Malungo @ NossaCasa
Segunda, dia 19 (Véspera de Feriado), 23h
R$ 25
Levanta Povo que tem festa de Malungo pra Malungo. Da Família Trindade em Homenagem ao Quilombo do Catucá neste especial de feriado na Semana da Consciência Negra. No som, Maracatu, Coco, Afoxé, Ciranda, Hip Hop, MangueBeats, Afrobeats, Sambas de Terreiro. Música ao Vivo com a Família Trindade, além dos DJs Zinho Trindade, Sankofa + Convidados Especiais. Tem ainda performances de poesia, dança e percussão ao vivo e make Neon Psicodélica.

Samba da Luz – Feriado da Consciência Negra – Viva Zumbi @ Casa da Luz
Terça, dia 20, 17h
R$ 10
Pelos batuques da Portela, os refrões do Fundo de Quintal, passando pelas letras de Martinho da Vila e Jovelina Pérola Negra, na palma da mão de Beth Carvalho. Tudo conduzido pela Roda de Samba do Urso e pelos DJs David Carneiro e El Casabon.

#cinema

Acorde! O Cinema de Spike Lee @ CCBB SP
7 de novembro a 3 de dezembro
R$ 10 e R$ 5 (meia entrada)
A Mostra acontece no mês em que se comemora o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) e oferece ao público um panorama da obra do mais atuante cineasta afro-americano, que conquistou este ano o Grande Prêmio do Júri e Menção Especial do Prêmio Júri Ecumênico no Festival de Cannes, e o Prêmio do Público no Festival de Locarno, com Infiltrado na Klan. A mostra traz alguns dos títulos mais recentes do cineasta, porém pouco vistos nas salas de cinema brasileiras, e alguns de seus melhores trabalhos para a televisão, como os documentários Kobe Doin’ Work (2009), filmado com 30 câmeras, e Michael Jackson’s Journey from Motown to Off the Wall (2016). Michael Jackson também é a estrela de um dos videoclipes da mostra – They Don’t Care About Us, gravado no Rio de Janeiro e em Salvador. Quatro filmes clássicos serão exibidos em 35mm: Mais e melhores blues (1990), Febre da selva (1991), Malcolm X (1992) e A última noite (2002), que terão sessões inclusivas (com audiodescrição e close caption).

Mostra 1968: como está não vai ficar @ Centro Universitário Maria Antonia
Sábado e domingo, dias 17 e 18, 18h
Grátis
O Centro Universitário Maria Antonia, em parceria com o Cinusp, apresenta a mostra “1968: como está não vai ficar”, em sessões abertas e gratuitas, na Sala Carlos Reinchenbach. São 15 obras que refletem o período, com imagens feitas em 1968 ou posteriormente.

#arte

Marcelo D´Salete – A história negra em quadrinhos @ Museu Afro Brasil
Terça, dia 20, a partir das 12h
Grátis
Quadrinista, ilustrador e professor, D´Salete, que recentemente conquistou a edição 2018 do prestigiado Eisner Awards, de melhor edição americana para uma publicação estrangeira – premiação obtida pela HQ Cumbe (2014) – livro que narra a resistência negra no Brasil colonial, apresenta em sua primeira exposição individual 40 pranchas originais dos desenhos produzidos para os livros Angola Janga (2017) e Cumbe. Resultados de longa pesquisa – Angola Janga, por exemplo, consumiu 11 anos entre estudos e criação artística – ambas as publicações dialogam fortemente com a história de resistência à escravidão no Brasil pela ótica dos povos negros.

Marcelo D´Salete – A história negra em quadrinhos

 

Diáspora, de Josafá Neves @ Caixa Cultural
7 de outubro a 16 de dezembro
Grátis
Provavelmente nenhum artista no Brasil expressou, por meio da pintura, a afirmação do negro e da sua existência de modo mais verdadeiro. Sentida na carne e na alma, a abordagem da temática afro-brasileira de Josafá Neves é feita por meio de uma interpretação astuciosa e genuína, que se transforma numa permanente e inquietante realidade. A palavra ‘Diáspora’ vem do grego – ‘dia’, ‘à parte, separado; ‘sopra’, disseminar sementes para que elas cresçam. No sentido contemporâneo, significa dispersão, retirada de povos de seu local de origem. Por extensão, deslocamento, normalmente forçado, de grandes massas populacionais. Entre 1500 e 1900, milhões de africanos foram transportados e escravizados em vários continentes. A Diáspora Africana do Artista Plástico Josafá Neves é assumida, conforme a acepção de Nei Lopes, como o rico patrimônio cultural construído pelos descendentes de africanos no Brasil. Esta visão provocou o artista a criar um grande conjunto de obras, o qual batizou de “ícones da Diáspora Negra no Brasil’

Rio de Janeiro

#multicultural

Festival Mulheres do Mundo – WOW @ MAR, Museu do Amahã e diversos espaços
16 a 18/11
Grátis
O Festival Mulheres do Mundo – WOW já foi realizado em 23 países entre Europa, Ásia e África. A edição do Rio de Janeiro será a primeira na América Latina e vai reunir mulheres de toda a cidade, além de convidadas nacionais e internacionais, em dezenas de atividades sobre a diversidade da experiência feminina no mundo de hoje. Destaque para o cortejo do bloco Ilu Obá de Min na Praça Mauá, dia 16, às 18h, seguido dos shows de Anelis Assumpção, Letrux e Elza Soares. No domingo, dia 18, Dona Onete, Rainha do Carimbó Chamegado, desembarca no palco do WoW. Confira a programação completa aqui.

Ocupar apresenta Dia da Consciência Negra @ Urbanito
Terça, dia 20, 13h
Grátis
O projeto O.C.U.P.A.R. (Oportunidade Cultural de Unir Potências Artísticas de Rua) vem para o Urbanito mais uma vez e dessa vez tem uma única missão: valorizar as potencialidades negras! Vai rolar cozinha africana com a nigeriana Lateefat Hassan, Flash Day, venda de acessórios de matriz africana, debates, oficina de turbantes, pintura de quadros, leilão de uma das pinturas e música.

#show

MGMT no Rio de Janeiro (Queremos!) @ Circo Voador
Quarta, dia 14, 21h
R$ 140 (meia-entrada ou ingresso solidário com 1kg de alimento)
Com ingressos esgotados em diversas cidades dos EUA e Europa, o MGMT trará também ao Brasil a turnê de seu quarto disco, o elogiado “Little Dark Age”. O after rola com ninguém menos que o bloco Minha Luz é de Led.

Karol Conka @ Praça Mauá
Sábado, dia 17, 20h
Grátis
Karol Conka apresenta o show do novo disco #AMBULANTE no Estação Rio. E, olha, está um estouro! Marque na agenda.

Herbie Hancock @ Km de Vantagens Hall
Segunda, 19 de novembro, 20h
R$ 70 a R$ 420
Herbie Hancock, o mestre do jazz que por anos fez parte do Miles Davis Quintet e ajudou a redefinir a sessão rítmica do R&B, está chegando ao Brasil para duas apresentações imperdíveis.

Teresa Cristina + Samba Que Elas Querem @ Teatro Riachuelo
Terça, dia 20h, 20h
R$ 25 a R$ 110
Em homenagem ao dia da consciência negra, Teresa Cristina sobe ao palco acompanhada do grupo Samba Que Elas Querem, com o show “Um sorriso negro”, cantando um repertório somente de compositores negros – Dia 20 de novembro, com produção da Uns Produções e direção musical de Teresa Cristina. O repertório do show traz clássicos de grandes nomes do samba, como: Dona Ivone Lara, Lecy Brandão, Jovelina Perola Negra, Wilson Moreira, Candeia, Cartola, e sucessos como: Alvorada, Axé de Ianga, Zé do caroço e Sorriso Negro.

#festa

Bagunço no Ato no Honk Rio @ Cinelândia
Quinta-feira, 15 de novembro, 16h30
Grátis – contribua com o chapéu
Este lindo espetáculo circense musical com o Circo no Ato e Banda Bagunço abre o primeiro dia de atividades do HONK RIO. O Bagunço no Ato é um espetáculo de variedades com números circenses das mais diversas habilidades, com a presença da musica não apenas como pano de fundo, mas como elemento cênico que atravessa todo o espetáculo. O resultado é um show de rua cheio de vida, humor, musica e acrobacias, para agradar a toda a família.

MECAUrca com Kelela, Dan Shake, Jaloo @ Morro da Urca
Sábado, dia 17, 21h
R$ 90 a R$ 180
O evento acontecerá no Morro da Urca (siiim, no morro mesmo!), no coração do Rio de Janeiro, e vai ser um novo momento de celebrar arte e música, junto à natureza exuberante e na companhia de artistas e pessoas que amamos. Na programação, todo o pop alternativo e R&B da artista norte-americana com descendência etíope Kelela. Dan Shake vem carimbando sua marca em pistas de dança no mundo todo com seu funk marcante. Destaques da música brasileira atual, Jaloo conquistou o país com suas batidas eletrônicas misturadas a um gingado paraense. Já Lia Paris chega com pop ao som de sintetizadores. Destaque ainda para a festa feminista e performática Transpira.

Prata Preta 14 Anos @ Museu Da Escravidão E Da Liberdade – Mel
Sábado, dia 17, 16h às 22h
Grátis – contribua com a arrecadação de alimento para o Natal
A roda do “Samba Honesto” comandará musicalmente o evento e contará com a participação mais que especial da bela voz da cantora “Dorina”. Mataremos a saudade das marchinhas tradicionais do carnaval carioca com parte da banda do Cordão do Prata Preta.

Wobble 7 anos na Rua @ local no centro divulgado no dia do evento
Sábado, dia 17, 22h
Grátis
Wobble é um coletivo dedicado a promover o BASS no Rio de Janeiro. No som, Trap, Dubstep, Drum and Bass, Uk Garage e tudo que for grave. DJs Total Freedom EveHive x Teenangel; Rodrigo S., Marginal Men e Fabio Heinz.

#arte

Mulheres na Coleção MAR + A Pequena África e o MAR de Tia Lúcia @ Museu de Arte do Rio
A partir do dia 16, às 16h
Grátis
Em diálogo com o Festival Mulheres do Mundo WOW, a mostra apresenta um recorte de obras de mais de 150 artistas, entre brasileiras e estrangeiras, que integram o acervo do museu. Estarão em exibição trabalhos de artistas como Tarsila do Amaral, Tomie Ohtake, Güler Ates, Beatriz Milhazes, Marie Nivouliès de Pierrefort, Abigail de Andrade, Louise Bourgeois, Neide Sá, Jenny Holzer, Leila Danziger, Vânia Mignone, Regina Silveira, Adriana Varejão, Célia Euvaldo, Vânia Mignone e Giselle Beiguelman. Na mesma data e horário será inaugurado um novo espaço expositivo na biblioteca do museu. A exposição de estreia é “A Pequena África e o MAR de Tia Lúcia – Homenagem a Lúcia Maria dos Santos”, que apresenta um conjunto de obras de Tia Lúcia, figura representativa da região conhecida como a Pequena África e uma das mais atuantes participantes do programa Vizinhos do MAR.

#teatro

NINA VIVE // Espetáculo Biográfico @ Fundição Progresso
Segunda, 19 de novembro, 20h
R$ 40 a R$ 80
Evento cultural e comemorativo pelo mês da consciência negra, NINA VIVE apresenta a estreia do espetáculo biográfico da cantora Nina Simone interpretado pela cantora Jesuton, banda Afrojazz, DJ Negralha e a pianista Sulamita, entre outras atrações musicais que compõe o show.

#cinema

MIMPI @ Parque Lage
15, 16 e 17 de novembro
Grátis
Cuidado. Chegou aquele momento que a brisa quente começa a bater no cangote e a moçada começa a falar do MIMPI. Aquele festival de filmes de skate e surfe da Void, com projeções, som, lisergia, invenções e experimentações. O After Mimpi é um evento que faz parte da programação EXTRA do Festival e vai rolar na Fabrika (pico alucinante que já foi a casa do Mimpi, e onde fizemos o concerto clássico do conjunto do Mac Demarco).

Acorde! O Cinema de Spike Lee @ CCBB RJ
7 a 26 de novembro
R$ 10 e R$ 5 (meia entrada)
A Mostra acontece no mês em que se comemora o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) e oferece ao público um panorama da obra do mais atuante cineasta afro-americano, que conquistou este ano o Grande Prêmio do Júri e Menção Especial do Prêmio Júri Ecumênico no Festival de Cannes, e o Prêmio do Público no Festival de Locarno, com Infiltrado na Klan. A mostra traz alguns dos títulos mais recentes do cineasta, porém pouco vistos nas salas de cinema brasileiras, e alguns de seus melhores trabalhos para a televisão, como os documentários Kobe Doin’ Work (2009), filmado com 30 câmeras, e Michael Jackson’s Journey from Motown to Off the Wall (2016). Michael Jackson também é a estrela de um dos videoclipes da mostra – They Don’t Care About Us, gravado no Rio de Janeiro e em Salvador. Quatro filmes clássicos serão exibidos em 35mm: Mais e melhores blues (1990), Febre da selva (1991), Malcolm X (1992) e A última noite (2002), que terão sessões inclusivas (com audiodescrição e close caption).

Rio Fantastik Festival 2018 – Festival Internacional de Cinema Fantástico @ Cine Joia Copacabana
15 a 23 de novembro – encerramento no Espaço Corcovado, no Cosme Velho
R4 5 e R$ 8
O cinema de terror no Brasil vive um grande momento com a 3ª edição do festival. Ao todo são exibidos 12 longas e 6 curtas selecionados por Carlos Primati, especialista no cinema fantástico e de terror. Na abertura, o cineasta Ivan Cardoso, de “As Sete Vampiras” e “O Escorpião Escarlate”, será homenageado. O terror é essencialmente um gênero transgressor. Os filmes apontam as questões mais agudas da sociedade que exclui e condena. Mexe com a crença, o mistério da morte. Além da exibição dos longas e curtas em competição, o Rio Fantastik fará a mostra “O Cinema Fantástico e a Intolerância”, com filmes sobre temas atuais que abordam questões de intolerância religiosa, política, racial, sexual e contra a mulher. Entre os destaques estão “Planeta dos Macacos”, “O Dorminhoco”, “1984”, “Tropas Estelares” e “A Invasão da Terra”.

Publicidade


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Atrizes e atores atuais são transformados em pinturas renascentistas