Debate

3ª expulsão de reality show por agressão em 2018 traz reflexão sobre relações humanas e limites

por: Redação Hypeness

A Fazenda 10, exibido pela Record TV, está literalmente fervendo. O reality show apresentado por Marcos Mion é permeado por xingamentos (alguns até vazaram) e troca de ofensas entre os participantes.

Os entreveros que mais chamaram a atenção foram protagonizados por Gabi Prado, Rafael Ilha, Nadja Pessoa e Caíque Aguiar. Apontada como uma das favoritas para conquistar o prêmio de R$ 1,5 milhão, a esposa e empresária do cantor D’Black acabou expulsa por agressão.

Depois da formação da ‘roça’, a recifense não aguentou as provocações e acabou agredindo Caíque Aguiar com um chute e foi eliminada da competição. Nadja se irritou com insinuações de que teria dado em cima do peão Sertanejo durante uma festa.

As mulheres acabam sendo vítima das situações de violência

As imagens inundaram as redes sociais e as pessoas, mesmo os torcedores de Nadja, entraram em um consenso. A intensidade dos reality shows passou dos limites.

Apesar de forte, esta não foi a primeira vez que participantes acabaram nas vias de fato. No Big Brother Brasil 17, o médico Marcos Harter foi expulso após a abertura de um inquérito policial para apurar as acusações de agressão contra Emily Araújo, sua namorada no programa.

Visivelmente transtornado, Harter encurralou a gaúcha em um canto da sala, colocou o dedo na sua cara e começou a gritar descontrolado. O assunto caiu mal na cúpula da Rede Globo e diante da interferência policial, Harter foi eliminado.

Apesar das acusações de agressão, Marcos Harter participou de outros reality shows

Em entrevista à Carta Capital, Jacira Melo – diretora-executiva do Instituto Patrícia Galvão, disse que “nós nos Brasil temos uma cultura da violência contra as mulheres, que é um problema sério. Então, nós não podemos ter, ao vivo e em cores, na maior emissora do país, um ato como esse”, encerrou.

Para ela, a veiculação das cenas é “um estímulo a essas atitude, que são vistas como atitudes de homem”.

No caso envolvendo Nadja Pessoa e A Fazenda, as pessoas reprovaram as provocações feitas por Caíque Aguiar. Um perfil de torcedores do filho de Carlinhos Aguiar reconheceu exagero e condenou os atos do jovem, que fez de tudo para tirar a colega de confinamento do sério.

O Blogueiras Feministas enxerga parcialidade da mídia com os homens na naturalização da violência contra a mulher. A publicação critica a participação do próprio Marcos Harter em uma edição passada de A Fazenda, mesmo depois de ter sido acusado de agressão. O Hypeness também falou sobre o assunto aqui.

“A mídia brasileira faz escárnio e chacota da violência contra a mulher ao dar espaço e visibilidade para esses homens. A mensagem transmitida é que esses homens fizeram uma ‘besteira’, tiveram um ‘comportamento inadequado’. O histórico dos reality shows brasileiros nos mostra que agressores de mulheres tem grande apelo popular, são apresentados como ‘conquistadores’ ou ‘polêmicos’ pela mídia e, justamente por isso, tornam-se celebridades”.

Vale lembrar que a saída de Nadja é a terceira expulsão de reality show no Brasil em 2018. A primeira aconteceu em março, no Are You The One? Brasil. No programa exibido pela MTV, o modelo Lucas partiu pra cima de Jonas Paiva após ter bebido e se irritado com fofocas.

No mês de maio, Diego Grossi foi eliminado do Power Couple, da Record TV, depois de ameaçar agredir Anderson Felício dentro de uma van, após de uma noitada no Bar. Por se tratar de uma disputa de casais, Franciele Almeida saiu também.

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Emílio Surita faz piada machista com Greenwald após briga com Nunes e é detonado nas redes