Inovação

Bill Gates faz apresentação com pote de cocô. Entenda por que ele fez isso

por: Vitor Paiva

Não é possível mensurar a imensa revolução dos computadores sem falar no nome de Bill Gates. O fundador da Microsoft já escreveu seu nome na história, mas não parece satisfeito em mudar o mundo somente através dos PCs e, com todo seu dinheiro e influência, Gates parece determinado a melhorar o mundo em tudo que puder.

Depois de apresentar um sistema que transforma lixo em água potável e energia, e de investir em uma empresa que produz carne sem matar animais, Bill Gates acaba de apresentar uma possível revolução em algo tão banal quanto fundamental: os vasos sanitários. Sem água nem rede de esgoto, a nova privada transforma dejetos humanos em fertilizante com o uso de produtos químicos.

Bill Gates durante sua apresentação com um pote de excremento humano

A revolucionária novidade foi apresentada na Reinvented Toilet Expo, na China, e foi financiada pela Fundação Bill e Melinda Gates. Para mostrar o processo, Bill Gates subiu ao palco contendo excremento humano – além de, segundo a apresentação, 20 bilhões de bactérias, cem milhões de ovos de parasitas e 200 trilhões de células de rotavirus, esterilizados com os produtos químicos.

A nova privada de Bill Gates

Segundo a apresentação do empresário, a tecnologia do novo vaso sanitário já está pronta para ser vendida e poderá ser realizada em qualquer lar. Para além de odores desagradáveis ou entupimentos em nossas casas, tal inovação pode efetivamente salvar milhões de vidas, além de evitar gastos de bilhões de dólares anuais em tratamentos contra doenças.

Visitantes investigam a privada revolucionária

Mais da metade da população mundial, segundo Gates, vive em locais que não possuem saneamento básico correto ou algum. Além de se tratar de uma solução mais barata e acessível, o resultado do processo da nova privada de Gates é ecologicamente correto. A esterilização dos resíduos humanos pode evitar 500 mil mortes por ano, e diminuir os custos do combate a males como a diarreia e a cólera.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Homem cego cria bastão que usa Google Maps e sensores para guiá-lo