Debate

Demitida após licença médica, jornalista da Globo faz desabafo

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie


No ‘aniversário’ de um mês do desligamento da TV Globo, Izabella Camargo fez um longo desabafo em sua página do Instagram. A jornalista, demitida no dia em que retornou de licença médica, refletiu sobre a oportunidade de recomeçar.

“Há um mês eu comecei um novo ciclo de vida. Exatamente no dia 29 de outubro eu voltei de uma licença médica  que durou 2 meses e 15 dias e fui desligada da empresa em que eu trabalhava. Porém, eu lembrei q temos vários recomeços na vida. Tudo tem começo, meio e fim, vários começos e fins e tudo bem, faz parte da vida”, comentou.

Izabella disse que foi demitida por causa do problema de saúde

Izabella era rosto conhecido dos espectadores de São Paulo e recentemente estava à frente da previsão do tempo no jornal Hora 1 e o Em Ponto, da Globo News. Antes de ser mandada embora, a profissional foi afastada das funções para tratar a síndrome de Burnout – resultado do esgotamento físico e mental.

Eu estou aqui pra lembrar que, quando a gente sempre pensa no que podemos ganhar, nas oportunidades que têm pela frente e não só pensarmos no que estamos perdendo, tudo dá certo (…) Bons caminhos para vocês!”, finalizou em vídeo postado na rede social.


Fui demitida porque fiquei doente

Em entrevista ao Notícias da TV dias depois de receber a notícia, Izabella disse ter sido mandada embora por causa do problema de saúde. A jornalista afirma que foi pega de surpresa com o comunicado.

“Estou sendo punida por ter ficado doente, com uma doença funcional. Os laudos provam isso. Foi um susto. Esperava qualquer coisa, menos ser demitida”, finalizou.

Os sintomas do problema surgiram em agosto de 2017, cinco anos depois de ter sido transferida para o turno da madrugada. Os médicos aconselharam a profissional a trabalhar menos durante a madrugada. Não foi atendida. Pelo contrário, passou a ficar 20 minutos no ar durante o jornal Em Ponto, apresentado a partir das 6h por José Roberto Burnier, na Globo News. Foi o estopim para o colapso nervoso e o afastamento.

“Estava falando do tempo nas capitais e não conseguia lembrar de Curitiba. Só falava ‘no Paraná, no Paraná, no Paraná’, até que o Burnier falou Curitiba. Não lembrava da capital do meu Estado”, diz a paranaense de Apucarana.

A jornalista está escrevendo um livro sobre a síndrome de Burnout.

Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Em menos de 6 meses, 239 novos agrotóxicos são liberados pelo governo Bolsonaro