Debate

‘Esse é o Brasil que eu quero’, teria gritado suspeito de estupro no Parque Villa-Lobos

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

A polícia de São Paulo prendeu provisoriamente um homem de 29 anos acusado de ter estuprado duas jovens na tarde de sexta-feira (2), no Parque Villa-Lobos, zona oeste da cidade.

O crime aconteceu no final da tarde, perto do horário de fechamento do local. De acordo com as vítimas, André Ribeiro da Silva, que trabalha como operador de empilhadeira, abusou das duas por cerca de 40 minutos. Depois dos estupros, ele mandou as garotas correrem enquanto gritava, “esse é o Brasil que eu quero”.

A Polícia Civil diz que André confessou o crime. As duas mulheres, uma estudante de 17 anos e uma vendedora de 21, visitavam o Parque Villa-Lobos pela primeira vez para um piquenique. O crime aconteceu perto das 18h, quando ambas passavam pela área de trilhas.

Antes do crime, o estuprador teria dito, “esse é o Brasil que eu quero”

Ao jornal Folha de São Paulo, delas explicou que André Ribeiro da Silva “sacou uma arma. Disse que era ‘guarda’ do parque e falou para a gente entrar no mato. Pensei que era um assalto”, encerrou. O caso foi registrado no 14º Distrito Policial de Pinheiros, também na zona oeste. As vítimas foram atendidas no Hospital das Clínicas.

Em conversa com a Record TV, o acusado de estupro declarou que pretendeu “se aproveitar da situação” e que “não conseguiu se segurar”. Segundo a família, até o momento nenhum advogado assumiu a defesa dele.

A polícia explica que ele admitiu, durante depoimento, a realização do estupro. André confirmou a posse de um revólver de brinquedo usado para ameaçá-las. A prisão temporária já foi pedida pela Polícia Civil e deve ser convertida em preventiva.

O Parque Villa-Lobos é administrado pela gestão do governador Márcio França (PSB). Durante o pleito de Geraldo Alckmin (PSDB), o acesso ao estacionamento passou a ser cobrado, pois a Secretaria Estadual do Meio Ambiente disse que pretendia aumentar a segurança e melhorar o atendimento.

Segundo o governo estadual, a segurança melhoria com a terceirização do estacionamento

Para os moradores da região, isso não aconteceu. São inúmeros os registros de furtos de bicicletas aos finais de semana, quando o Villa-Lobos recebe até 70 mil pessoas.

A pasta do Meio Ambiente afirma que o contrato de terceirização prevê 35 postos diurnos e 16 noturnos de ronda. O órgão informa que ainda em novembro irá iniciar uma parceria com a Secretaria da Segurança Pública para aumentar a segurança no Villa-Lobos e em outros parques de São Paulo.

Em nota, a Subprefeitura de Pinheiros confirmou o recebimento das reclamações de moradores pedindo a ampliação da Operação Delegada para o parque Villa-Lobos. O órgão pontuou porém que a administração do local é de responsabilidade da Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

“Ainda assim, a Subprefeitura Pinheiros levará o assunto à próxima reunião com a Polícia Militar, para reforçar a preocupação dos moradores quanto à segurança na região”.

Publicidade

Fotos: Wikipédia


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Caçador morre em MT após se desequilibrar e disparar arma na queda