Inovação

Homem volta a andar graças a um implante revolucionário na coluna vertebral

por: Redação Hypeness

Pesquisadores do Instituto Federal de Tecnologia da Suíça – em Lausanne, desenvolveram um método inovador que permitiu com que David M’zee, que teve a medula espinhal danificada e perdeu os movimentos, depois de um acidente esportivo, voltasse a andar. O sistema funciona através de estimuladores elétricos que são implantados na coluna vertebral, ajudando a compensar os danos causados às suas medulas espinhais.

implante medula 1

Através deste sistema as pessoas estão voltando a sentir seus membros

Qualquer dano na medula espinhal pode causar estragos irreversíveis, já que ela é responsável por transportar mensagens do cérebro para outras partes do corpo, permitindo controlar nossas funções vitais e mover nossos membros. Quando danificada, os sinais neurais não conseguem passar, deixando a pessoa paralisada ou incapacitada de alguma maneira.

implante medula 2

Dois outros homens envolvidos no estudo também foram capazes de recuperar o controle de seus músculos

Apesar do estudo ainda estar no estágio inicial, a estimulação elétrica epidural foi responsável por trazer boa parte dos movimentos de volta à algumas pessoas, como David, mesmo depois dos estímulos cessarem. O líder do estudo, Grégoire Courtine, disse que o diferencial é que, as pessoas não voltam a se movimentar involuntariamente, pois é como se ele amplificasse todo o sinais neurais, fazendo com que a pessoa volte a ter consciência de seus movimentos.

Graças ao implante, hoje, o suíço David M’zee pode andar cerca de 1 quilômetro por dia, o que está revolucionando a sua vida.

Publicidade

Fotos: EPFL


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Arquitetos dos Emirados Árabes apostam em cimento feito à base de sal para construções mais sustentáveis