Inovação

Inteligência artificial: Estamos em choque com os apresentadores de TV artificiais da China

por: Vitor Paiva

Depois das modelos artificiais que vêm confundindo e revolucionando o mundo da moda, agora é a vez dos apresentadores de TV criados digitalmente, a partir da inteligência artificial. A novidade veio da agência de notícias chinesa Xinhua, apresentando a “contratação” de dois novos apresentadores desenvolvidos a partir de tecnologias como reconhecimento facial, reconstrução 3D, sintetizadores de voz e reprodução de expressões faciais. A iniciativa é uma parceria da agência com o site de buscas Sogou.

O apresentador Qiu Hao e seu avatar digital

Os avatares foram inspirados em dois apresentadores de carne osso, Zhang Zhao e Qiu Hao, e são utilizados para a apresentação de notícias de última hora. De aparência hiper-realista e reprodução precisa de pequenos gestos e feições, os apresentadores emulam em quase tudo uma pessoa real – a crítica afirmou que o problema ainda está nas expressões limitadas e na voz metálica. A grande vantagem para a empresa está na diminuição de custos e no aumento da produtividade.

Seja como for, os dois avatares já foram utilizados no ar e, apesar das reações céticas, a informação foi passada, e a tarefa realizada. Se esse será ou não o futuro também das comunicações, é ainda cedo para se afirmar, mas a evolução desse tipo de tecnologia parece mesmo inevitável.

O segundo avatar digital da agência

Que isso não signifique um abandono não só da qualidade do trabalho humano no jornalismo, como também uma diminuição da quantidade de empregos para os bons e velhos seres humanos.

Publicidade

© fotos: reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
App de corrida te motiva com narrativas de acordo com lugares por onde você passa