Arte

Mano Brown vai para cama com Cleo Pires em clipe quente

Redação Hypeness - 30/11/2018

Cleo Pires está se aventurando de verdade na carreira de cantora. A atriz acabou de lançar o clipe da música Melhor Que Eu, parte do EP homônimo. O videoclipe surpreendeu a internet pela presença de uma pessoa especial, ninguém menos que Mano Brown.

A gente já sabia que Brown carrega todos os atributos para ser um galã dos bons. Porém, o rapper se superou nessa atuação pra lá de quente ao lado da atriz global. O clipe foi dirigido pela própria Cleo.

Cleo Pires usou o Instagram para fala sobre a experiência de ter trabalho com Brown e propôs uma reflexão importante. A atriz diz que sempre achou o líder do Racionais MC’s o homem mais sexy do Brasil.

Cleo e Mano Brown esquentaram o debate na internet

“Inicialmente partiu porque eu precisava… o cara que eu tinha na minha cabeça, pra mim tinha que ser um dos caras mais gato e mais sexy. E pra mim, o Brown é. Eu acho isso desde quando comecei acompanhar ele”, refletiu.

Ela ainda destacou a história de vida e postura dentro e fora dos palcos como atributos importantes para a construção da sensualidade de Mano Brown. “Como pra mim ele não era só um dos caras que eu acho mais gatos do Brasil, ele tem uma história foda, uma presença foda, uma arte foda e eu queria trocar com ele”, encerrou.

2018 foi um ano de continuidade na mudança de rumo adotada por Mano Brown. Desde 2016, o cantor mergulhou de cabeça no lançamento do primeiro trabalho solo, Boogie Naipe, que apresenta ao público uma faceta romântica e pouco conhecida.

Cleo diz achar Mano Brown o homem mais sexy do Brasil

Embora tenha sido criticado por setores mais fanáticos, Brown não deu a mínima e exaltou a fase romântica. Para ele, nada mais natural.

“Esses ritmos me fizeram ser quem eu sou musicalmente. Eu sempre ouvi esse sons e dessa forma esse estilo reflete no meu CD, nos parceiros de cada uma das músicas, no meu show e na minha banda. Uma banda do gueto, 100% funk”, disse ao Globo.

Estereótipo e liberdade

O clipe protagonizado por Cleo e Brown deu combustível para uma discussão importante sobre masculinidade e estereótipo. Muita gente não gostou do fato de um homem negro ter sido alçado no papel de ‘provedor sexual’. Esta, aliás, é uma reclamação antiga de homens e mulheres negras.

Ser homem negro no Brasil é conviver com conceitos pejorativos acerca da sexualidade. Esta parcela da sociedade sempre esteve associada aos conceitos de ‘pau grande’, ‘bom de cama’ e por aí vai. Contudo, a imagem do afro-brasileiro parece estar incubada aí.

Em entrevista à revista Trip, Túlio Custódio, sociólogo e membro do coletivo Sistema Negro, diz que a masculinidade negra no Brasil está ligada com conceitos de raça e classe.

“Como agem a maioria dos jogadores de futebol negros, por exemplo? Eles ostentam o poder de consumo, escolhem parceiras brancas, atitudes que aumentam o status”, explica.

Há quem enxergue a participação de Brown de outra forma. O perfil no Twitter ouça #MulherPreta, propõe o debate sobre o direito do cantor de se libertar da “pose de macho alfa”.

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Gato Sem Rabo: livraria quer ‘desmistificar noção de que a narrativa masculina é universal’