Debate

Morte de bebê acirra debate sobre o movimento ‘parto livre’; entenda

por: Redação Hypeness

A morte de um bebê logo após o nascimento nos Estados Unidos jogou luz no debate sobre o chamado parto livre.

O movimento possui adeptos em todo o país e as discussões acontecem principalmente em páginas do Facebook. A própria mãe da criança era membra de um destes grupos, onde deu detalhes sobre o parto.

O alcance do parto livre expandiu tanto nos últimos meses, que foi criada a Free Birth Society, empresa fundada por Emilee Saldaya, uma ex-doula de Los Angeles. De acordo com a descrição, trata-se de uma iniciativa de mulheres que pretendem recuperar a autonomia na gravidez e no nascimento da criança. A sociedade dispõe de consultas e treinamentos que custam entre 98 e 899 dólares.

Atenção, não confunda parto livre com parto humanizado. Na primeira situação, a mulher atravessa todos os momentos até o nascimento da criança sem qualquer tipo de assistência ou orientação médica. Essa mãe norte-americana, por exemplo, passou seis dias em trabalho de parto sozinha e perdeu o bebê por causa de uma infecção urinária contraída por ela.

Não confunda o parto livre com o parto humanizado

O parto humanizado ou natural oferece um cenário totalmente diferente. A proposta levar em consideração as decisões da mulher, que exerce o papel de protagonista. O parto conta com o mínimo de assistência médica (sempre levando em consideração a saúde da mãe e do bebê) e aposta no poder da natureza.

Embora não seja ilegal nos Estados Unidos, o parto sem assistência é aconselhável apenas depois de conversa entre médicos e gestantes. Pois, segundo os médicos, qualquer mudança de curso pode exigir soluções ágeis para salvar a vida da mãe e do bebê.

A Free Birth negou envolvimento com o caso, negando ter oferecido aconselhamentos médicos ou que a grávida não deveria ir até o hospital.

 

Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Disney é acusada de roubar ideia de O Rei Leão de outro desenho; frames impressionam