Debate

Por que Angola está fechando igrejas evangélicas no país

por: Redação Hypeness

Há alguns anos as igrejas evangélicas brasileiras se tornaram espécies de multinacionais, chegando com força em países africanos. Em agosto, o governo de Angola decidiu criar regras para o funcionamento dessas e outras instituições, e já fechou mais de duas mil desde então.

De acordo com Francisco Maria, diretor do Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos, “algumas seitas religiosas andam a desvirtuar a doutrina bíblica, violando os preceitos de sã convivência no seio das comunidades, assim como alteram os hábitos e costumes dos povos, colocando em perigo o bem-estar da população”.

Foram criadas regras de funcionamento que incluem a necessidade de cada instituição religiosa colher 100 mil assinaturas para continuar funcionando (o número deve ser revisto para 60 mil em breve), assim como a obrigatoriedade de graduação em teologia para que pastores e demais autoridades religiosas continuem atuando. Mesquitas islâmicas também foram afetadas pelas medidas.

Ainda segundo Maria, “muitos dos líderes de igrejas não têm formação teológica e quase todos os dias surgem no país novas congregações religiosas que, ao invés de pregarem a palavra de Deus, promovem a promiscuidade e a extorsão de dinheiro à população”.

Segundo o governo angolano, cerca de 50% das igrejas em funcionamento no país têm origem estrangeira, provenientes da República Democrática do Congo, Brasil, Nigéria e Senegal.

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Funcionário é preso por estuprar hóspede em hotel na Barra da Tijuca