Inspiração

Zelador deficiente auditivo ganha parabéns de crianças em linguagem de sinais

por: Redação Hypeness

A diferença entre o isolamento e a inclusão é a diferença entre a felicidade e a tristeza para deficientes auditivos ou da fala. Algo tão simples para tantos quanto a comunicação se torna verdadeiramente emocionante, como no caso da comunidade que aprendeu a língua dos sinais para se comunicar com um vizinho, das crianças que aprenderam a linguagem dos sinais para poderem falar com um colega de classe, ou mesmo da deficiente auditiva que ensinou a língua para seus gatos. Recentemente, um grupo de alunos do maternal trouxe essas mesmas lágrimas aos olhos de quem os viu cantarem parabéns na linguagem dos sinais para um zelador deficiente auditivo.

Crianças cantando em libras para o zelador da escola

O comovente caso aconteceu na escola Hickerson Elementary School, no Tennessee, EUA, com o Sr. James Anthony, zelador da escola que acabava de completar 60 anos. Quem decidiu presentear Anthony com a performance foram as professoras da turma, que ensinaram aos pequenos alunos como cantar “Parabéns pra Você” em libras, a língua universal dos sinais.

Segundo as professoras, os alunos gostaram tanto da ideia que aprenderam a música em questão de minutos.

A turma e o zelador

Anthony trabalha na escola já há 30 anos, sendo 15 como zelador, e sua reação não poderia ser outra senão a mesma de todos que viram a cena, devidamente filmada: as lágrimas. “Esse é o melhor presente de aniversário que vocês poderiam me dar”, ele disse. O vídeo foi compartilhado e obviamente viralizou, passando das 100 mil visualizações.

O reação em lágrimas durante o canto

Publicidade

© fotos: reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Filho de catadora que hoje estuda nos EUA graças a livros achados no lixo reforça importância de ler para as crianças