Estilo

Antes tarde do que nunca: Chanel não vai mais usar couro ou peles animais em novas coleções

por: Vitor Paiva

Publicidade Anuncie

No futuro olharemos para a prática de utilizar peles de animais como matéria prima para roupas com espanto e surpresa, como símbolo de uma barbárie do passado – e o número cada vez maior de grandes grifes da moda a abandonar o uso de couro sugere tal otimista previsão. A mais nova marca de luxo a aderir a essa revisão histórica é nada menos que a Chanel – que recentemente confirmou que não utilizará mais nenhum tipo de pele em suas futuras coleções.

A Chanel se junta a outras marcas que tomaram recentemente tal decisão, como Gucci, Versace, Jean-Paul Gaultier e Coach, entre outras. A marca antes mantinha altos padrões éticos para o uso de peles. Na nota oficial que oficializou a decisão, a empresa explicou que desde sempre procura rever sua “cadeia de fornecedores para garantir que eles estejam à altura de nossas expectativas de integridade e rastreabilidade… Nesse contexto, nossa experiência mostra que está se tornando cada vez mais difícil encontrar fontes de peles exóticas que estejam de acordo com nossos padrões éticos”, diz a nota.

Segundo Karl Lagerfeld, designer de moda por trás das criações da Chanel, a decisão não trará especial impacto nas coleções por vir pois o uso de peles nunca foi parte da essência da grife – que pretende focar em manufatura e inovação.

O estilista Karl Lagerfeld

“Essa é uma decisão que nos oferece a oportunidade de criar uma nova geração de produtos que respeitem nossos fundamentos: a criatividade excepcional de nosso estúdio, nosso conhecimento, nossos padrões de excelência, materiais inovadores e nobres e nosso incrível acabamento”, conclui a nota.

Publicidade Anuncie

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
C&A abre 1 mil vagas de emprego em todo o Brasil para pessoas trans