Ciência

Cientista brasileira de 32 anos que pesquisa sobre câncer ganha ‘bolsa para gênios’

por: Joao Rabay

Buscar maneiras de evitar ou combater o câncer é um dos grandes desafios da ciência moderna. O câncer de pele é o mais frequente entre os casos registrados no Brasil, e uma brasileira que vive nos EUA e estuda maneiras de diagnosticar o problema mais rápido acaba de ser premiada com uma ‘bolsa para gênios’.

Livia Eberlin tem 32 e mora em Austin, onde trabalha como professora do departamento de química da Universidade do Texas. Ela foi agraciada com uma bolsa da Fundação MacArthur, que todos os anos escolhe 25 pessoas de diferentes áreas para receber US$625 mil durante cinco anos para poder continuar desenvolvendo seus trabalhos.

O destaque que fez de Livia uma das agraciadas pela fundação, que é conhecida por “beneficiar gênios”, foi a MasSpec Pen, uma espécie de caneta capaz de identificar o câncer de pele em até dez minutos, contra cerca de duas horas nos métodos tradicionais.

O aparelho, que ainda está em fase de testes, é resultado dos estudos de Livia na espectrometria, um método de medição de massa das moléculas presentes numa determinada amostra. “Tecidos normais e tecidos cancerosos têm uma composição completamente diferente. Com a tecnologia que desenvolvemos, conseguimos analisar esses perfis em questão de segundos”, explica a pesquisadora.

Publicidade

Fotos via MacArthur Foundation


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
NASA simula como seria o pôr do sol em outros planetas