Roteiro Hypeness

Descubra onde praticar Stand Up Paddle em São Paulo

por: Joao Rabay

O verão está batendo na nossa porta e promete ser ainda mais quente que o normal. Então é bom já ir pensando em atividades refrescantes para o lazer durante os próximos meses, e o Stand Up Paddle é uma das alternativas mais legais.

O Stand Up, também conhecido como SUP, é aquela espécie de surf com remo que chegou há poucos anos no Brasil, mas logo virou moda e tomou conta de praias, lagoas e represas país afora. E, se você acha que precisa sair de São Paulo para entrar na onda, está bem enganado.

Separamos alguns picos na capital ou bem pertinho dela para quem quer praticar um esporte divertido, fácil de aprender, que fortalece a musculatura das pernas e abdômen e ainda é ideal para o calor: se der na telha, é só se jogar na água para se refrescar.

Represa Guarapiranga

A represa mais famosa de São Paulo, que abastece boa parte da capital, conta com alguns clubes ótimos para praticar esportes aquáticos, com aluguel de material e aulas de windsurf, canoa havaiana, e, claro, Stand Up Paddle.

A represa fica na região de Socorro, na zona sul, e faz fronteira com os municípios de Itapecerica da Serra e Embu-Guaçu. Para conferir horários e valores, entre em contato com Tempo Wind & Surf Club, Team Brazil ou Yacht Club Santo Amaro.

Represa Billings

Foto: Mau Loa Paddle Club

Também na zona sul, mas mais perto da Imigrantes e do ABC Paulista, a Represa Billings também conta com clubes dedicados aos esportes aquáticos, que recebem muito bem iniciantes e iniciados no SUP.

Embora alguns braços da Billings sejam poluídos, os clubes ficam situados em áreas próprias para as atividades. Escolha entre Mau Loa, Allmada, Suporte e Parque Estoril.

Represa de Mairiporã

Foto via Equipe de Canoagem e Stand-up Piratas de Mairiporã

Para quem mora mais perto da zona norte da capital, a Represa de Mairiporã é a melhor pedida. Ela faz parte do famoso Sistema Cantareira e atrai praticantes de pesca esportiva e Stand Up Paddle.

O EcoResort Refúgio Cheiro de Mato oferece equipamento e aulas a seus hóspedes. Para quem quiser passar o dia, sem dormir no local, o indicado é o Day Use, com acesso à infraestrutura do resort e dá direito a café da manhã e almoço, por R$230 por pessoa. Uma opção mais em conta é a Equipe de Canoagem e Stand-up Piratas de Mairiporã.

 

 

Publicidade


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Esta dupla de compositores de 88 e 102 anos acaba de lançar seu primeiro álbum