Ciência

Já no 1º mês sem carne vermelha as chances de ataque cardíaco caem muito

por: Vitor Paiva

O mal que a carne provoca ao nosso coração é proporcional à velocidade do bem à nossa saúde que deixar de comer carne nos traz. Um estudo recente, realizado por pesquisadores da Cleveland Clinic Center for Microbiome and Human Health descobriu que, com apenas um mês sem consumir carne, o risco de problemas e doenças cardíacas cai severamente.

A chave dessa melhora está em um composto conhecido como N-óxido de trimetilamina – também conhecido como TMAO.

Os altos níveis de TMAO em nosso sangue está diretamente associado ao risco de acidentes vasculares cerebrais, ataques cardíacos e mortes prematuras. Em um mês consumindo carne vermelha, o estudo – que acompanhou 113 pacientes em refeições contendo carnes vermelhas, brancas e fontes de proteína vegetal – confirma que os níveis de TMAO triplicam.

O aumento foi percebido na urina e no sangue de grande parte dos participantes, mas em alguns o nível chegou a subir em 10 vezes.

Basta, porém, um mês sem o consumo de carne para que os níveis de TMAO começassem a cair. “Este é o primeiro estudo que mostra que nosso corpo consegue expelir diferentes compostos dependendo do que comemos”, disse um dos autores do estudo, Stanley Hazen. Assim, mais uma pesquisa comprova que somos, de fato, aquilo que comemos – mas também somos aquilo que deixamos de comer.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Se imaginássemos animais de hoje com base em ossos como fizemos com dinossauros