Arte

O último autógrafo de Kurt Cobain pode ter previsto data de sua morte?

por: Joao Rabay

Já faz quase 25 anos que Kurt Cobain, o icônico líder do Nirvana, se suicidou em sua casa em Seattle, mas o símbolo maior da geração grunge continua fascinando – suas últimas fotos e pinturas inéditas atraíram a atenção de muitos fãs. E um de seus últimos autógrafos traz uma coincidência bizarra.

Kurt viajou de Toronto para Seattle na noite do dia 1 de abril de 1994, chegando à sua cidade natal já na madrugada do dia 2, três dias antes de se matar. Ao sair do aeroporto, um fã não identificado viu várias pessoas em volta de alguém e logo descobriu que se tratava de Kurt.

O irmão do fã compartilhou a história na internet: “Meu irmão era fã da banda, mas nunca ia reconhecer Kurt se não fossem as pessoas ao seu redor. Ele estava usando grandes óculos escuros, um chapéu de caçador e uma grande jaqueta marrom”, escreve.

Meu irmão pegou um livro que estava lendo para a escola, uma caneta e pediu um autógrafo com a data, algo que ele costumava fazer para tornar as lembranças mais sentimentais”, segue o relato.

Kurt assinou o nome completo e colocou a data. O estranho é que ele colocou o dia 5, e não o dia 2, e foi isso. Meu irmão disse que gostava muito da música dele, e tudo o que ele respondeu foi ‘obrigado’”.

“Quando Kurt morreu, três dias depois, meu irmão ficou chocado ao perceber que ele tinha, por coincidência, escrito a data da própria morte no autógrafo. Ele não tem muito orgulho de ter sido um dos últimos fãs ‘irritantes’ de Kurt e não costuma mostrar o livro. Ele só diz que ‘aquela devia ser a última coisa e que Kurt precisava, alguém o incomodando daquele jeito’.

O autor do texto e o irmão não acreditam que Kurt tenha previsto a própria morte, já que não faria sentido ele querer assustar alguém dessa maneira. Além disso, acha improvável que o astro já estivesse determinado a se suicidar, muito menos que tivesse definido o dia 5 de abril como data para isso.

Kurt Cobain foi encontrado morto no dia 5 de abril de 1994 com um bilhete de suicídio ao seu lado. Depressão e suicídio são assuntos muito sérios. Se você está passando por um momento difícil ou sabe de alguém que está não se cale. Busque apoio no site do CVV ou pelo telefone 188.

Publicidade

Fotos: Reprodução


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Desenhos hiper-realistas conectam animais terrestres com vida marinha