Inovação

Prazer, coxintone! O Natal brasileiro não estaria completo sem o panetone de coxinha

17 • 12 • 2018 às 09:31 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Tudo no Brasil parece destinado a ser transformado em coxinha, da comida à política. E como o natal é época de pratos e cardápios especiais, espanta que até hoje não se tivesse criado uma coxinha natalina. Pois esse dia chegou: uma rede de lojas de salgados de Curitiba, no Paraná, lançou a coxintone, uma imensa coxinha no formato de um panetone, para celebrar o espírito natalino.

O incrível coxintone paranaense

E não se trata de um espírito leve ou de um prato discreto: a coxintone da Fátima Salgados pesa 1,5kg, sendo feita com massa de batata recheada e coberta por pequenos pedaços de bacon. As opções de recheio são tão variadas quanto os presentes de uma árvore de natal: frango, frango com cheddar, frango com catupiry e brócolis. Cada coxintone sai por R$ 35.

A coxinha em formato de coração especial para o Dia dos Namorados

Essa não é a primeira iguaria do tipo criada pela rede para celebrar uma data especial – recentemente a Fátima Salgados havia lançado a coxinha em formato de coração especialmente para o Dia dos Namorados. Seja sua família coxinha ou mortadela, o coxintone será sem dúvida uma polêmica impactante em seu cardápio de Natal.

O recheio da Coxintone

Publicidade

© fotos: divulgação


Canais Especiais Hypeness