Futuro

Reeleito, governador de NY prioriza legalização total da maconha em 2019

19 • 12 • 2018 às 09:47 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O governador reeleito do estado de Nova York, Andrew Cuomo, afirmou na última segunda-feira que a legalização do uso recreativo da maconha é uma de suas mais importantes propriedades para o ano que vem – a ideia é incluir Nova York na lista dos 10 estados que já legalizaram a planta no país ainda em 2019. A medida, segundo Cuomo, visa uma série de frentes importantes para melhorias locais, como arrecadação de impostos sobre o imenso mercado ilegal da maconha, investimento desse dinheiro em infraestrutura e saúde, e principalmente, a reformulação do sistema judiciário em algo mais justo, em especial para minorias e negros.

O governador reeleito de Nova York

“Nós precisamos encerrar as condenações injustas e desnecessárias e o estigma criminal debilitante. Vamos legalizar o uso recreacional da maconha para adultos de uma vez por todas” afirmou Cuomo, diante do fato de que as leis de proibição perseguem em absurda desproporção tais grupos minoritários. Além disso, a taxação em cima de um mercado tão grande e até aqui ilegal significarão uma arrecadação de até 428 milhões de dólares por ano para o estado.

Parte da marcha da maconha em Nova York

Tal dinheiro já teria um destino traçado: a manutenção e reforma do imenso sistema de metrô da cidade de Nova York – sem que, para isso seja necessário o desvio de recursos de outras áreas ou o aumento nos impostos da região. 63% da população nova-iorquina é a favor da legalização, e o estado vizinho de Nova Jersey também já vem trabalhando em um projeto de lei similar.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness