Ciência

Sim, o álcool ajuda mesmo você falar uma língua segunda língua

por: Vitor Paiva

Em festas e mesas de bar é muito comum conhecer ou mesmo se descobrir um bilíngue alcoólico – aquela pessoa que, basta beber um pouco mais para começar a falar uma língua que, sóbrio, ela não exatamente domina. Para muitos tal prática não passa de um hábito ébrio, mas uma pesquisa recente comprovou o que todo bêbado já sabe: o álcool de fato, ao diminuir nossas inibições e temores, nos ajuda a aprender ou ao menos desenvolver uma nova língua.

O estudo foi conduzida por pesquisadores britânicos e holandeses, reunindo 50 pessoas de origem alemã que estão estudando na universidade de Maastricht, na Holanda – e tendo aulas em holandês. Todos os envolvidos tinham a mesma média de proficiência na língua, e a cada pessoa foi pedido que mantivesse uma conversa casual por dois minutos com um entrevistador holandês. Para metade dos entrevistados foi oferecido água – e para outra metade, uma quantidade de álcool baseada no peso de cada pessoa, equivalente a um copo de chope grande – e as conversas foram gravadas.

A avaliação foi feita por dois nativos holandeses que não sabiam quem havia consumido álcool antes da entrevista – e os que haviam bebido tiveram melhor desempenho em gramática, vocabulário e desenvolvimento argumentativo. Não é possível mensurar a dimensão do efeito psicológico, pois os envolvidos sabiam que estavam bebendo, ou do efeito efetivamente direto na fala, e vale lembrar que se tratava de uma dose baixa de álcool – quantidades elevadas provavelmente não teriam o mesmo desempenho. O fato, porém, é que diminuir a ansiedade nos ajuda a falar de modo geral – e em especial, se precisamos nos comunicar em outra língua.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Em alta, pugs sofrem com problemas de saúde fruto de intervenção humana