Ciência

Adesivo contraceptivo dura até um mês. E só precisa ser usado por segundos

por: Gabriela Glette

A pílula anticoncepcional foi lançada em 1957, nos Estados Unidos e representou uma verdadeira revolução sexual no mundo inteiro. Mais de 60 anos depois, um adesivo contraceptivo que dura um mês e leva segundos para ser aplicado é promessa de uma nova revolução. Desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia (EUA), além de tudo, este será um método de baixo custo, que irá custar apenas 4 reais.

adesivo contraceptivo 1

Quando o adesivo é utilizado, agulhas microscópicas se quebram na superfície da pele e administram o medicamento contraceptivo. Porém, ao contrário de muitos que já estão no mercado, que exigem que a mulher os utilize continuamente, este pode ser descartado assim que as agulhas microscópicas se quebrem na pele, em poucos segundos.

adesivo contraceptivo 3

Mark Prausnitz, um dos cientistas responsáveis, afirma que o objetivo do adesivo é justamente oferecer liberdade às mulheres, que poderão administrar contraceptivos de ação prolongada sozinhas. No futuro, o projeto ainda pretende aumentar o tempo de ação para 6 meses. Por enquanto, ainda em fase de testes, estima-se que dentro de poucos anos ele já estará disponível no mercado.

adesivo contraceptivo 2

Publicidade

Foto 1: Georgia Institute of Technology

Fotos 2 e 3: Unsplash


Gabriela Glette
Uma jornalista e produtora de conteúdo que mora na França. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias. Gabriela também é fundadora do site Quokka Mag, onde fala apenas sobre coisas boas!


X
Próxima notícia Hypeness:
Emergência climática fez Vênus ir de clima parecido com o da Terra para 450º C de temperatura