Debate

Após governo enfraquecer Funai, terra indígena é invadida por madeireiros no Pará

por: Redação Hypeness

A Funai diz que um grupo de madeireiros invadiu uma reserva indígena de terra próxima da construção da usina de Belo Monte. De acordo com o órgão, existe risco de conflito entre invasores e indígenas.

A terra dos índios fica em Arara, localizada nos municípios de Uruará e Medicilândia, no Pará. O local é um dos mais bem preservados da região, próxima da Transamazônica, a BR-230.

A Fundação Nacional do Índio (Funai), disse ao Estado de São Paulo, que a situação está sendo monitorada. “Uma equipe de servidores locais da Funai já foi deslocada para a área”, declarou Azelene Inácio, diretora de proteção territorial do órgão.

A Funai alerta para os riscos de conflitos

Há pouco mais de dois anos, uma operação conjunta entre a Funai, Ibama e Polícia Federal esteve no local justamente por causa de tentativas de loteamento perto da Transamazônica. A terra indígena de Arara foi demarcada por meio de decreto publicado em dezembro de 1991, por Fernando Collor.

A área total é de 274 mil hectares. Uruará e Medicilândia ficam perto da cidade paraense de Altamira, onde é construída a hidrelétrica de Belo Monte. As invasões de madeireiros são constantes e eles têm como alvo principal os espaços ocupados pelas comunidades indígenas. Por causa da preservação florestal.

Nenhum centímetro a mais

Se depender da postura do governo federal, a situação das terras indígenas deve piorar. Ainda em campanha, Jair Bolsonaro (PSL) garantiu algumas vezes que irá acabar com demarcações de terras e financiamento de ONGs.

O presidente eleito deve trabalhar pelo interesse dos ruralistas

“Pode ter certeza que se eu chegar lá (presidência da República) não vai ter dinheiro pra ONG. Se depender de mim, todo cidadão vai ter uma arma de fogo dentro de casa. Não vai ter um centímetro demarcado para reserva indígena ou pra quilombola.”

Nos primeiros dias de governo, o presidente já enfraqueceu a Funai. O governo federal transferiu para o Ministério da Agricultura, comandado por uma ex-deputada ruralista, a missão de cuidar da demarcação de novas terras indígenas e quilombolas.

Publicidade

Fotos: EBC


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Após suicídio, precisamos falar sobre como a menstruação é tratada nas escolas