Inspiração

Bombeiro presta homenagem a Thor, cão que trabalhou em Mariana e Brumadinho

por: Redação Hypeness

Como acontece em outros cenários emergenciais, a presença de cães farejadores é fundamental para o resgate de sobreviventes ou corpos. No caso do desastre provocado pelo rompimento de uma barragem da Vale em Brumadinho, a história se repete.

Entre os inúmeros cachorros utilizados pelas equipes do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Thor foi homenageado pelo parceiro. O Sargento Leonardo, que convive com o cãozinho há anos.

“Eu sou o sargento Leonardo, esse aqui é o Thor. O Thor tem cinco anos e tá trabalhando muito, já encontrou um monte de vítimas por aí debaixo dessa lama”.

Impressionante o preparo destes animais

Thor possui vasta experiência em desastres como o provocado pela Vale no Córrego do Feijão. Ele esteve em Mariana, onde o rompimento de uma barragem da Samarco matou 19 pessoas há pouco mais de três anos e Sardoá, também em Minas.

A homenagem foi feita em um post no Instagram do SPInvisível, que está na cidade mineira colhendo depoimentos para o projeto #BrumadinhoInvisível. Aliás, a primeira reportagem da série saiu aqui no Hypeness.

“Agora ele vai descansar, tomar um suplemento vitamínico que os médicos veterinários vão passar pra ele e amanhã volta a trabalhar. Eu já perdi a conta de quantas pessoas ele achou já. Infelizmente, poucas vivas. Esse cão aqui já foi para varias missões comigo. Já esteve em Mariana, Herculano, Sardoá. O Thor trabalha muito comigo. Só hoje já fomos lá no pontilhão e perto do ônibus. Lugares de acessos muito difíceis”, encerrou.

Thor também esteve em Mariana há quase quatro anos

A situação em Brumadinho é de calamidade e o Corpo de Bombeiros encontrou até o fechamento desta matéria, 84 mortos (sendo que 51 corpos identificados) e outros 276 permanecem desaparecidos.

Não dá nem pra acreditar que existia uma pousada aí

Além do auxílio de parte do exército de Israel, a corporação mineira recebeu ajuda do Corpo de Bombeiros de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Alagoas e Goiás. Já se passaram quase sete dias e de acordo com protocolos internacionais, a chance de encontrar sobreviventes é mínima.

O local era frequentado por muita gente pela proximidade com Inhotim

Quem conseguiu escapar tenta se recuperar dos efeitos do trauma. Imagens gravadas pelos próprios moradores dão a dimensão da violência da lama, parecida com um tsunami, que arrastou tudo o que viu pela frente.

A pousada Nova Estância, por exemplo, sumiu do mapa. O local era frequentado por famosos como o cantor Caetano Veloso pela proximidade como o museu de Inhotim. Na dia do acidente, Márcio Mascarenhas e a mulher Cleosane Coelho, donos do estabelecimento, estavam no lugar acompanhados do filhos, alguns hóspedes e funcionários. Os corpos de Márcio, Cleosane e do filho foram localizados pelas equipes de resgate.

Publicidade

Fotos: fotos 1 e 2: Reprodução/Instagram/foto 3: Reprodução/R7/foto 4: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Após câncer de mama ela foi a primeira mulher a nadar o Canal da Mancha 4 vezes sem parar