Inspiração

Cerveja ‘Resiliência’ quer arrecadar US$ 15 milhões para vítimas dos incêndios na Califórnia

por: Vitor Paiva

Em novembro passado os piores incêndios da história da Califórnia assolaram as matas e casas do estado norte-americano. Os mais de 8,500 focos de fogos destruíram quase 7 mil quilômetros quadrados, causando danos em quase 3 bilhões de dólares. 6.700 imóveis foram destruídos, e mais de 90 pessoas vieram a falecer por conta dos incêndios do final de 2018.

Uma empresa de cerveja da Califórnia decidiu criar um rótulo especial para ajudar na reconstrução e nos custos da tragédia, e para isso decidiu por convidar cervejeiros locais para a produção dessa cerveja.

Intitulada Resilience (resiliência), a cerveja IPA criada pela Sierra Nevada Brewing Co. tinha como ideia original que outras cervejeiras também a vendessem, a fim de que os fundos, doados integralmente para o benefício das vítimas dos incêndios, pudessem ser ainda maiores. Quando a cerveja enfim foi lançada, mais de 1.500 cervejarias ao redor dos EUA já haviam se comprometido a também servir a Resilience – e os resultados foram muito melhores do que se esperava.

Acima, o rótulo da cerveja; abaixo, camiseta com a marca

 

 

A expectativa é que o rótulo arrecade cerca de 15 milhões de dólares através dos 17 mil barris produzidos. Segundo o site da empresa, todos os ingredientes para a produção foram doados, assim como revendedores concordaram em doar os valores das vendas integralmente para ajudar os que precisam, e apagar um pouco os terríveis efeitos dos incêndios com os mais de 4,2 milhões de copos de resiliência vendidos.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Amor no cinema: filmes mostram a evolução de como o sentimento LGBTQ+ é tratado nas telas