Inovação

Dispositivo de limpeza oceânica do inventor de 24 anos tem que voltar para terra antes do esperado

por: Mari Dutra

Patrocinado por:

Publicidade Anuncie

O holandês Boyan Slat tinha apenas 18 anos quando impressionou o mundo ao criar um sistema de coleta de lixo dos oceanos. Segundo estimativas, o Ocean Cleanup poderia acabar com o lixo marinho em apenas cinco anos. Lançado ao mar em setembro de 2018 após uma série de testes, o dispositivo precisou voltar à terra firme antes do previsto.

Com cerca de 600 metros e em formato de U, a máquina perdeu uma parte da barreira que recolhia os detritos e precisa ser consertada. Chamado de System 001, o aparelho captura resíduos enquanto se desloca usando a força natural das correntes e dos ventos. Com o lixo todo agrupado, a limpeza se torna mais simples.

A decisão de voltar aos portos foi anunciada no blog da Ocean Cleanup no dia 31 de dezembro. “No sábado, 29 de dezembro, durante uma inspeção regular do sistema de limpeza, nossa tripulação descobriu que um segmento de 18 metros se soltou do restante do sistema“, escreveu Boyan na ocasião. O texto destaca ainda que nenhum material foi perdido e que não houve riscos à equipe, ao meio ambiente ou aos animais marinhos.

Apesar de terminar sua primeira missão antes do previsto, a Ocean Cleanup coletou duas toneladas de plástico enquanto vagava nos oceanos. Após o conserto do dispositivo, espera-se que ele seja capaz de retirar cerca de uma tonelada de lixo por semana dos mares. Embora ainda não exista uma data definida para que isso ocorra, acredita-se que a System 001 deverá voltar ao trabalho ainda este ano.

Publicidade Anuncie

Fotos: Divulgação


Mari Dutra
Depois de viver na Argentina, na Irlanda e na Romênia, percebeu que poderia carimbar o passaporte mais vezes caso trabalhasse remotamente. Escreve para o Hypeness desde 2014 e conta suas experiências como viajante consciente através do Quase Nômade.


X
Próxima notícia Hypeness:
5 tecnologias futuristas na nossa infância que já são muito mais que reais