Debate

DJ preso injustamente por morte consola mãe da vítima que o acusou no Rio

por: Redação Hypeness

Leonardo Nascimento ficou preso injustamente por uma semana em uma cela com mais de 80 pessoas. Embora tenha sido apontado (erroneamente) pela mãe de Matheus Lessa, de 22 anos, como responsável pela morte do filho, ele não só encontrou, mas consolou a mãe da vítima.

Emocionado, Leonardo deu um longo abraço na mulher, dizendo estar triste pela perda de Matheus.

“A senhora é a mãe do Matheus? Ô, senhora, prazer, Leonardo. Eu sinto muito pela perda do seu filho, tá bom? Mas eu espero que a senhora continue firme. A perda de um filho querido é muito grande, entendeu? Em nenhum momento eu julguei a senhora por ter me apontado de alguma forma, entendeu?”, falou enquanto limpava a ficha na delegacia.

Leonardo passou o aniversário na cadeia

A mãe de Matheus não disse muito, apenas salientou que “sempre pedi a Deus que fizesse justiça, né? E Deus não é injusto e não ia deixar nenhuma injustiça ser cumprida”.

Ao final do encontro, Leonardo afirmou que perdoa ela pela acusação equivocada. “Eles me pegaram na quarta-feira. O acontecido foi na terça. Então, aquela mulher estava muito abalada. Perder um filho não é fácil para ninguém”, contou.

Jogado na cela

A rotina de Leonardo seguia normalmente, quando foi surpreendido pela polícia e levado para a Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro. Lá, o DJ foi colocado ao lado de outros dois homens brancos e apontado pela mãe da vítima como culpado pelo latrocínio.

Ele foi solto graças ao trabalho incansável do pai

Em seguida, foi encaminhado para um presídio em Benfica, onde permaneceu preso por sete dias. Bastante emocionado, ele contou ao Fantástico que passou o aniversário na prisão e recebeu o apoio de alguns presos e dos agentes penitenciários.

“Mesmo assim eu estava alegre. Eu sabia que eu tinha amigos do meu lado, que estavam lá na frente, naquele momento. Me dando força, entendeu?”.

A defesa de Leonardo enxerga um erro na condução do caso, sobretudo pela decisão do delegado de colocar Leonardo ao lado de pessoas de etnias diferentes.

“O Leonardo é muito semelhante ao que foi descrito pelas vítimas, mas houve um reconhecimento com pessoas de etnias diferentes daquela do Leonardo, ou seja, duas pessoas brancas. O Leonardo é negro, com características da pessoa do delito, isso pode ter induzido as vítimas ao erro”, finalizou Ingrid Dantas.

A reversão da prisão injusta aconteceu graças aos esforços do pai do DJ. Jorge colheu imagens das câmeras de segurança do bairro, que mostram o garoto voltando de um campo de futebol no mesmo horário do crime.

O vídeo comprova que o DJ não estava na cena do crime

O conteúdo de vídeo chegou ao conhecimento do delegado Evaristo Pontes, da Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital), que voltou atrás e pediu ao Tribunal de Justiça (TR-RJ) a anulação da prisão.

Leonardo, que tem experiência como eletricista, pretende levar uma vida ainda mais tranquila daqui pra frente. “Eu só quero ficar com a minha família, com os meus amigos. Eles estiveram do meu lado no momento que eu mais precisei”, pontuou.

Os verdadeiros responsáveis pela morte de Matheus foram identificados pela mesma delegacia. Um deles, com quem Leonardo Nascimento foi confundido, confessou a autoria do homicídio.

Wilber Pereira de Oliveira, Ênio de Oliveira e Anderson Ramos de Carvalho, também foram presos. Adelito Oliveira, suspeito do crime, está foragido.

Publicidade

Fotos: Reprodução/TV Globo


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Médica debocha de pacientes intubados por ela em plantão: ‘kakakakka mais um eu peço música’