Futuro

EUA: Mais presos serão perdoados por crimes relacionados à maconha

por: Vitor Paiva

A revolução da legalização da maconha nos EUA e em diversos outros países do mundo vem afetando e transformando não só a saúde e a arrecadação de impostos a partir do uso medicinal e da venda da planta, mas também o sistema judiciário – e a vida de pessoas afetadas no passado pela proibição.

O governador do estado de Washington, nos EUA, Jay Inslee, anunciou um programa para perdoar presos e condenados por delitos ligados à maconha julgados entre 1998 e 2012. A cidade de Seattle, no estado, já havia anunciado programa semelhante.

Balcão de uma loja de maconha recreativa no estado de Washington

“Nós não devemos seguir punindo pessoas por algo que não é mais um comportamento ilegal no estado de Washington”, disse Inslee em um evento estadual sobre a maconha. O estado de Washington foi o segundo no país a legalizar o uso recreativo da maconha, em dezembro de 2012 – o uso medicinal já era legal por lá desde 1998. Os casos serão analisados individualmente por uma equipe dentro do programa, que poderá oferecer perdão a até 3,500 pessoas detidas no estado.

Jay Inslee, governador do estado de Washington

A ideia do governador é não só atualizar a justiça do estado, como também combater o racismo que costuma conduzir boa parte do funcionamento judicial. Segundo estudos, a condenação de negros no estado por crimes ligados às drogas é 13 vezes maior do que da população branca. O governador Jay Inslee vem sendo cogitado como um possível candidato pelo partido democrata para ser candidato à presidência dos EUA em 2020.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Irmãos do interior de SP são destaque em olimpíadas de conhecimento