Inspiração

Jogo leve: LeBron James e outros jogadores do Lakers apostam na meditação

por: Vitor Paiva

Publicidade Anuncie

A meditação faz parte da preparação dos jogadores dos Los Angeles Lakers já há algum tempo. No início dos anos 2000, o lendário técnico Phil Jackson, discípulo das filosofias orientais, introduziu a prática nos treinos do time quando era o treinador.

Hoje, até mesmo LeBron James, principal estrela não só do time quanto da NBA como um todo, é um praticante da meditação. James costuma utilizar um app de meditação para se conectar com seu eu interior.

LeBron James meditando em quadra durante uma partida

LeBron medita diariamente em sua própria vida, mas outros jogadores do time, como Lonzo Ball e Kyle Kuzma, aproveitam as sessões no treino dos Lakers para a prática. A meditação foi utilizada, por exemplo, para melhorar o desempenho ruim do time em lances livres.

O técnico Phil Jackson junto de Kobe Bryant

E, a partir disso, outros times passaram a se valer da meditação para também aprimorarem dinâmicas em que questões psicológicas ou emocionais possam atrapalhar os jogadores.

Kyle Kuzma, dos Lakers, também praticante da meditação

Para muitos jogadores da NBA a meditação passou a fazer parte das preparações antes dos jogos, como ouvir música. Alguns fazem nos vestiários, e outros são capazes de praticar instantes meditativos até mesmo em quadra, sentados no banco.

“Eu fico mais confortável com meu ‘eu’ interior, meu espírito e minha energia interior. Então funciona pra mim”, diz LeBron James, atualmente o maior jogador de toda a liga.

Se o “Papai Lebrão” falou, está falado. É só seguir.

Publicidade

© fotos: divulgação/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Artilheira dos EUA, Alex Morgan lidera ação judicial por igualdade salarial