Debate

Líder espiritual é acusado de abuso em rituais com ayahuasca e drogas; ele nega

por: Redação Hypeness

A polícia de São Paulo está investigando o líder religioso Gê Marques por denúncias de abuso sexual. Ao menos 15 mulheres relatam casos similares, além de incitação ao uso de drogas como LSD.

Antonio Alves Marques é fundador da igreja Reino do Sol, em Mairiporã, na Grande São Paulo. As informações estão em posse do Ministério Público do estado, que desde 2016 investiga a conduta do homem de 62 anos.

O inquérito corre em segredo de Justiça e  Gê Marques nega. O advogado de defesa, Luiz Eduardo Kuntz, pontua que o cliente nunca foi chamado para prestar depoimento.

O líder religioso nega

“Impressiona a desfaçatez e leviandade como os relatos foram construídos, alterando completamente a verdade, para enxovalhar, com o máximo de dano possível, sua honra e reputação”, declarou a defesa ao BuzzFeed News citando relações de “amizade e proximidade” de Gê com ex-fieis.

Os supostos crimes teriam acontecido entre 2005 e 2015 e, de acordo com a reportagem da BBC Brasil, em diferentes lugares. Na sede da igreja, na casa do líder religioso e em motéis.

Entre as histórias estão relatos de supostos casos de assédio sexual e estupros. Segundo elas, que não tiveram as identidades reveladas, os crimes teriam acontecido quando estavam sob efeitos de ayahuasca – bebida alucinógena usada em rituais religiosos, ou de drogas como LSD e ecstasy.

A igreja tinha cerca de 100 fieis fixos

“Enquanto ele estava me massageando até de frente, sem sutiã, eu ainda estava em dúvida: ‘O que será que está acontecendo aqui? Será que é normal?’ Eu era nova, tinha 20 anos. Tinha aquela dúvida de ser imatura, de não querer parecer inexperiente, desinformada. E tinha muita confiança nele”, relata uma das ex-fieis.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que a Polícia Civil mandou o “inquérito de violação sexual mediante fraude à Justiça, solicitando prorrogação de prazo”. O órgão ressalta a expedição de “carta precatória para ouvir o suspeito e diligências estão em andamento para localizá-lo. Vítimas foram ouvidas e a autoridade policial aguarda o retorno do inquérito para prosseguir com as investigações.”

Quem é Gê Marques?

Gê Marques é conhecido como o ‘guru do ayahuasca’ e em 2002 fundou o Reino do Sol. Centenas de pessoas participavam de trabalhos e rituais espirituais, sendo que os cerca de 100 membros fixos pagam contribuição mensal de 100 reais.

A “Umbandaime”, religião do Reino do Sol, mistura doutrinas da umbanda (que já é uma mistura entre religiões africanas e cristãs) e o Santo Daime. A igreja é frequentada, sobretudo, por membros da classe média, em sua maioria artistas e intelectuais da zona oeste de São Paulo.

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Por que Trump pode estar interessado em comprar a Groenlândia