Matéria Especial Hypeness

Menos planilhas, por favor: 3 dicas ‘de humanas’ para conseguir guardar dinheiro em 2019

por: Danilo Gonçalves

É fato que a simples mudança do calendário, para além da astrologia, mobiliza muita gente a fazer planos. Já dei ótimas dicas de como melhorar arrumar a casa e limpar as energias. E, você deve saber, que 2019 começou trabalhado na Marie Kondo (que orgulho de vocês, amigos). É que um novo ciclo se inicia e pelo menos a impressão de termos chances de fazer tudo diferente fica latente.

Muita gente usa a Virada do Ano como um marco na tentativa de mudar de vida, inclusive o lado financeiro. Nesse caso, porém, uma das grandes questões, porém, é que acabamos caindo na armadilha das compras parceladas de fim de ano, viagens, parcelas de IPTU nos primeiros meses.

E, assim, iniciamos o novo ano com muitos sonhos, mas pouco planejamento efetivamente, o que dificulta tirar projetos do papel.

Por isso tudo, entrevistamos a consultora financeira Vivian Rodrigues, idealizadora do projeto Papo de Valor, para entender melhor como fazer esse rico dinheirinho nosso não voar tão f’ácil assim.

Vamos às dicas?

1. Meu planos cabem no meu orçamento?

Disciplina e contas racionais são os grandes aliados para poupar dinheiro

Todo ano é a mesma coisa: ‘Este ano quero guardar dinheiro…’

De nada adianta fazer planos maravilhosos, independentemente do valor monetário, se a conta não fecha no fim do mês. Assim, todas as nossas promessas devem se encaixar dentro da realidade orçamentária que já acontece e, para isso, é necessário sim um planejamento.

A consultora financeira Vivian Rodrigues, idealizadora do projeto Papo de Valor, que orienta as pessoas a como conduzir sua vida financeira, explica que a idealização de qualquer projeto, independentemente do valor monetário, deve acompanhar a análise da vida como um todo. Você deve, portanto, entender qual parte do planejamento já está comprometida com compras parceladas, empréstimos (se existirem), despesas fixas e (uma estimativa que seja) das despesas variáveis.

“É dessa forma que conseguimos entender a real abertura dentro do orçamento para poder incluir nossos projetos”, comenta Vivian. “É claro que as promessas que fazemos têm um aspecto comportamental, afinal não poupamos simplesmente porque queremos. Precisamos de uma motivação, um objetivo e, quanto maior for a clareza disso, mais fácil ficará”, explica.

2. Poupar é fazer escolhas

Guardar dinheiro é um processo de amadurecimento e longo prazo

Guardar dinheiro é um processo de amadurecimento e longo prazo

Aproveitemos, então, o ano que acaba de começar para fazer promessas (pelo menos as que envolvam dinheiro) que sejam fortes o bastante e funcionem como uma motivação extra para olhar o orçamento e entender o que não é essencial, o que é que podemos substituir e qual é o valor real que conseguimos separar mensalmente para, então, poder cumprir a promessa.

“Todo projeto precisa acompanhar um plano financeiro, ou seja, se eu quero fazer uma viagem que custa R$ 12 mil, eu tenho que ter conseguido guardar pelo menos R$ 1 mil por mês nos últimos doze meses”, exemplifica a consultora.

Poupar dinheiro é uma dificuldade, pois é necessário abrir mão de uma satisfação presente em troca de uma satisfação futura, por mais que esse futuro seja daqui um semestre.

“O caráter imediatista das nossas decisões é o principal desafio. O pensamento no curto prazo nos inibe a refletir sobre quais objetivos nosso eu do futuro deixará de realizar pelas minhas ações atuais”, alerta Vivian ao dizer ainda que tudo é uma questão de escolha, muitas vezes entre algo importante no futuro e algo prazeroso agora.

3. E o padrão de vida?

É comum as pessoas reclamarem que até ganham bem, mas que não conseguem poupar porque “está tudo muito caro”. Mas quando paramos para olhar o que estamos fazendo mensalmente com nosso dinheiro, tudo fica mais claro.

“O valor da nossa renda limita nossos sonhos de consumos ou grandes realizações porque vai esbarrar no valor em si que tenho disponível ou no tempo que vou realizar aquele sonho de consumo”, explica Vivian.

Logo, quanto mais foco você tiver, melhor será, no futuro, suas chances de realizar algo que vai trazer uma satisfação bastante grande. Que seja, por exemplo, um motorhome para viajar e viver isolado do mundo ou iniciar o sonho da casa própria.

Mentalize comigo aqui: Quanto maior a renda e o comprometimento com o planejamento e o ato de poupar, maior a chance de conseguir realizar algo grandioso.

Ao mesmo tempo, é preciso entender que esse limite é móvel, ou seja, a partir do momento que sonhamos e buscamos motivação nesse sonho para aumentar a renda, reduzir despesas, ajustar esse projeto de vida, consigo sair da ‘gaiola de rato’ e inverter o meu fluxo de caixa. A ideia é aproveitar um grande sonho como motivação para melhorar a renda do dia a dia.

Enfim, planejamento financeiro é mais sobre vida do que sobre dinheiro puro e simplesmente. Quando estamos falando de planejamento financeiro, na verdade, estamos falando de nós mesmos. De como agimos, como compramos, se preferimos uma cerveja melhor e mais cara a tomar duas ou três mais baratas. E, claro, as coisas mudam. Ou vai dizer que quando você era estagiário tinha os mesmos hábitos de consumo de agora? Óbvio que não.

Em outras palavras, não dá para poupar pensando apenas na taxa de juros do país. Mas dá para poupar pensando, sim, no que queremos ali na esquina e como estamos fazendo esse percurso.

“Se partirmos do princípio que estamos poupando para algo que vai ser realizado para chegar a uma determinada situação financeira, tudo é possível”, finaliza Vivian.

Não sei vocês, mas eu decidi tentar neste 2019. Desejo sorte para todos nós.

Publicidade

Reprodução


Danilo Gonçalves
Chegar aos 30 foi revolucionário para o que vejo e sinto. Ainda assim, continuo o cara alegre, curioso e pronto para resolver problemas e atender demandas que surgem do nada. Pode mandar que estou aqui. Gosto de um bom som, de Michael Jackson e Beyoncé, mas não nego agudos e graves bem cantados e, claro, um bom pancadão.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Doritos espalha 210 ingressos para o Rock in Rio em suas embalagens