Ciência

Para evitar os humanos, animais estão cada vez mais noturnos

por: Vitor Paiva

A sabedoria dos animais é notória, e se mesmo nós, humanos, muitas vezes temos vontade de evitar a presença de outros humanos, os animais já estão o fazendo. Um grande estudo realizado por pesquisadores dos Estados Unidos a respeito dos movimentos de 60 espécies de mamíferos nos cinco continentes concluiu que animais costumeiramente diurnos estão cada vez mais trocando o dia pela noite – e o motivo seria a expansiva e invasiva presença humana, capaz de bagunçar um ecossistema inteiro.

Javalis noturnos

A violenta redução dos espaços disponíveis para a vida selvagem, assim como a queda da qualidade de tais espaços a partir do impacto da ação humana tem feito com que os outros animais não só tentem evitar locais de encontro com seres humanos, como também que passem a sair somente quando estamos dormindo. Segundo o estudo, publicado na revista Science, nos pontos onde há essa perturbação humana, os mamíferos aumentaram em 1.36 vezes as atividades noturnas em média – o que, para um animal somente significa um aumento de 68% da vida à noite.

Tigre caçando à noite

Se não é possível evitar os humanos no espaço, a solução vem sendo, portanto, nos evitar no tempo. E tal medida não é necessariamente proporcional aos indícios de perigo que os humanos podem representar: os animais evitam o incômodo humano mesmo que este não represente uma ameaça objetiva. Tal mudança pode significar um desequilíbrio, por exemplo, nos casos de predadores não adaptados com a caça noturna. A simples presença humana, portanto, vem cada vez mais sendo compreendida pelos outros animais como algo a se evitar.

Vacas aproveitando a noite para pastar

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Teste de ‘pessoa difícil’ revela se você é uma pessoa fácil de conviver