Ciência

A ciência por trás do suor de nervoso e como combatê-lo

por: Vitor Paiva

Publicidade Anuncie

Em um contexto de calor ou após a prática de exercícios físicos, o suor abundante é bem-vindo – ele equaliza a temperatura do corpo, e serve ainda como um símbolo do esforço por nossa saúde e bem estar em uma academia de ginástica, por exemplo. Mas em contextos em que justamente queremos parecer confiantes e seguros, o suor derivado do nervosismo se torna um grave incômodo.

As explicações científicas existem, e o suor de nervoso aparece tanto como uma reminiscência ancestral – algo que facilitava, por exemplo, nossa fuga diante de um animal ou perigo – como um emissor de sinal – indicando, visualmente e também pelo olfato, que algo não vai bem, e há uma ameaça por vir. Mas o que é possível fazer para tentar evitar essa desagradável reação de nosso corpo hoje, diante de situações de embaraço ou exigência?

1. Lidar com as causas do nervosismo

Essa é a primeira e mais profunda sugestão: tentar decifrar e enfrentar o motivo do nervosismo. Cabeça fria, questionamentos e uma mudança em nossa perspectiva, eventualmente aliada a uma boa terapia, podem resolver o dilema.

2. Desodorantes médicos especiais

Existem diversas marcas e receitas especiais, oferecidas por médicos, de desodorantes, normalmente do tipo roll-on, com uma eficácia maior antitranspirante. É fundamental, é claro, consultar um médico antes de tal passo.

3. Terapia de choque

Sessões de 20 minutos de eletrochoque feitas com aparelhos especiais surtem efeitos consideráveis na redução de nossa transpiração. Feitas, é claro, com acompanhamento médico, elas podem fazer a diferença em nosso suor.

4. Botox

Recomendadas para casos extremos, as injeções de botox são capazes de bloquear os sinais nervosos que estimulam a transpiração. Estudos afirmam, porém, que elas exigem manutenções a cada 6 meses em média.

5. Comprimidos especiais

Existem comprimidos especiais para bloquear nosso suor, que devem ser estudados caso a caso com médicos devidos. Há, no entanto, efeitos colaterais possíveis, como boca seca, constipação e até visão embaçada.

Todos os tratamentos aqui apresentados devem ser planejados e realizados com o devido acompanhamento médico.

 

Muitas pessoas não podem nem pensar em situações de nervosismo que já começam a suar. Tensão, ansiedade e aí você já sabe: o resultado é suadeira pelo corpo. Quer proteção? Então, experimente o Rexona Clinical. Ele protege 3 vezes mais do que os antitranspirantes comuns.

 

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Encontraram evidências que os humanos fumam maconha há 2,5 mil anos