Agenda Hypeness

Agenda definitiva dos melhores blocos de Carnaval de São Paulo e Rio

por: Gabriela Rassy

Publicidade Anuncie

O desafio foi lançados e fiz uma seleção com o puro creme carnavalesco. Então alonga bem que a coisa tá como? Boa demais! Desta vez uma inclusão de respeito: BH entra na lista dos aperitivos de Carnaval junto com São Paulo e Rio de Janeiro. Vale lembrar que não dá para divulgar tooooodos os blocos e tem muitos que nem querem ser divulgados. Um pouco por falta de apoio das prefeituras para que um grande formato seja organizado, um pouco para não superlotar a festa, um pouco pelo charme. Mas no meio da folia, busque saber os que você mais gosta para se jogar sem medo de ser feliz.

Não tem destaque também dessa vez. Os blocos são todos lindos, estão escolha o estilo de música que mais te agrada, bote sua fantasia, capriche no brilho e bora para a rua!

São Paulo

  • Sexta, dia 1

Ilu Oba de Min
Esse é um dos blocos que mais gosto. Com bateria toda formada por mulheres, o Ilu faz um cortejo emocionante regado à muita africanidade. O nome significa “Mãos femininas que tocam tambor para Xangô” e dele pode esperar muita força no batuque. Além da música, a performance em pernas de pau e no chão deixam a experiência mais emocionante ainda.
> Concentração 19h, na praça da República

  • Sábado, dia 2

Bloco Tarado Ni Você
Estes maravilhosos saem na rua homenagem aos clássicos de Caetano Veloso – quem esteve na Virada Cultural já teve um aperitivo com o próprio cantando com o bloco. É um convite a brilhar e amar em pleno centro de São Paulo – mas vá cedo que enche de verdade!
> Concentração 14h, no cruzamento da São João com a Ipiranga

Desfile Oficial – Bloco MinhoQueens 2019
A festa cresceu e virou bloco! Uma lindíssima união de beldades LGBTQI+, coloridas, brylhosas e radyantes tomam as ruas do centro em um desfile todo ao som de divas pop e boas doses de funk – que ninguém é de ferro, néam?
> Praça da Republica com Av Ipiranga, às 14h

Bloco Carnavalesco João Capota Na Alves
Em um resgate dos tradicionais blocos de rua de São Paulo, o bloco faz seu 10º desfile pelas ruas de Pinheiros. Muita cor e amor neste cruzamento.
> Concentração às 14h na Rua Artur de Azevedo

  • Domingo, dia 3

Bloco das Gloriosas
A dona da p*rra toda, Gloria Groove, convida para seu primeiro bloco em São Paulo. E ela não vem sozinha! Podem esperar Lexa, Lia Clark, Pepita, Kaya Conky, Chloe Van Damme, Sabrina Sister, Duda Dello Russo, Sasha Zimmer, Natasha Princess, Mia BadGyal e Kika Boom. E toma-lhe lacre!
> Avenida Ipiranga, próximo à praça da República, 16h

  • Segunda, dia 4

Desfile do Bloco LUA VAI
Um bloco para tirar a calça jeans, botar o fio dental e ajudar a segurar essa barra que é botar o bloco na rua! Uma bandona servida tocando os sucessos do pagode anos 90, como Os Morenos, Cia. Do Samba, Raça Negra, Molejão, Art Popular, Katinguelê e muito mais!
> Av. Tiradentes (Metro Armênia), às 18h

Bloco Love Fest
O bloco que ano passado celebrou a diversidade de gêneros está de volta neste ano mais carinhoso que nunca. Um grupo de mães abrem os trabalhos, colocando a família e a inclusão na rua. Na programação, As Bahias e a Cozinha Mineira, Luana Hansen, Desculpa Qualquer Coisa, Minhoqueens, Meu Santo É Pop, Gaymada e Bregsnice.
> Avenida Tiradentes, entre os metrôs Armênia e Luz, às 14h

  • Terça, dia 5

Bloco Pagu
Bloco com bateria toda formada por mulheres que busca por equidade e respeito à liberdade individual. É grande gigante e tem, além da bateria, as vozes de Barbara Eugênia, Julia Valiengo, Soledad e Raquel Tobias. Elas cantam e tocam clássicos da MPB que tornaram-se famosos na voz de mulheres que são até hoje ícones musicais do país: Carmem Miranda, Elis Regina, Marisa Monte, Gal Costa, Maria Bethania, Dona Ivone Lara, Rita Lee, Alcione, Beth Carvalho, Baby do Brasil, Margareth Menezes, Elba Ramalho, entre outras.
> Praça da República, 14h

Publicidade

  • Quarta, dia 6

Carimbloco
Bloco traz um pedacinho do Pará para a Terra da Garoa, com culinária paraense, artesanatos da Amazônia e é claro, muito carimbó com Silvan Galvão e o convidado de honra, Manoel Cordeiro. Prepare a saia rodada!
> CCB Centro Cultural Butantã, 15h

Rio de Janeiro

  • Sexta, dia 1º

Carmelitas
Tradição não se discute. Mas hora de chegar sim! O bloco literalmente trava Santa Teresa, então já tire uma folga na sexta para chegar BEM cedo. Eles saem desde 1990 e são sucesso absoluto. Confesso que nunca consegui a folga para ir cedo, mas se tivesse, iria.
> Largo do Curvelo, às 8h

  • Sábado, dia 2

Céu na Terra
Dos mais tradicionais – já sai há 21 anos! – e animados, abre os trabalhos do Carnaval no topo de Santa Teresa com sambas, marchinhas, frevos, cirandas orquestradas, trompetes, saxes, tubas, trombones, cavaquinhos, tamborins, ganzás e também vocais. A dica é chegar cedo para conseguir ficar pertinho da banda.
> Largo dos Guimarães, 7h

Bloco da Terreirada Cearense – Brincadeira de carnaval
Nesta nossa oitava brincadeira no carnaval carioca, o bloco conta a história da perseguição e da destruição do “Caldeirão da Santa Cruz do Deserto”, uma comunidade pacifica que existiu em meados de 1930 na região do Cariri (CE), formada por pessoas simples que foram brutalmente assassinadas numa ação violenta e injustificada das forças militares da época sob o comando do Estado, com falso pretexto de fanatismo e comunismo. Esse episódio registra o primeiro bombardeio aéreo a civis no Brasil. A luta segue, e o bloco também. É parado, dá para levar crianças e é lindo de viver.
> Quinta da Boa Vista, às 12h

  • Domingo, dia 3

Cordão do Boitatá
Todo domingo de Carnaval é montado um palco onde o grupo apresenta canções antigas da música popular brasileira e algumas marchinhas clássicas. Crianças e adultos compõe o bloco que lota a Praça todos os anos.
> Praça XV, 11h

Rebu – O Bloco
O Bloco das minas que beijam minas, das namoradas que tem namoradas, das fanchas, caminhoneiras, sapas e todas as tribos do brejo.
> 15h – local revelado no dia pelo evento, próximo ao metrô Catete

Bloco Toco-xona
Primeiro bloco LGBTQI+ de Carnaval fundado por mulheres lésbicas que no repertório faz releituras de Madonna a É o Tchan. Desde 2007 no Rio de Janeiro e há 3 anos em São Paulo.
> Aterro do Flamengo

 

  • Segunda, dia 4

Vem Cá Minha Flor
Um desfile visualmente impressionante, o bloco vem armado de pernas de pau, muitas flores e jardineiros para as ruas do Rio. Já vi desfile no Aterro que foi simplesmente lindo. O repertório é diverso, misturando axé, samba-reggae dos 80 e 90, funk antigo, forró, muitas marchinhas e também hits do rock e do pop nacional.
> Aterro do Flamengo

Bunytos de Corpo
O bloco mais alongado do Rio de Janeiro não desfila, ele corre! É malhação pura e figurinos de academia anos 80. Um dos mais divertidos, certamente!
> Maracanã

  • Terça, dia 5

Desfile de Carnaval da Orquestra Voadora 2019 – 10 anos de voos
Exuberância é a palavra. Passaram 10 anos e a Voadora continua sendo uma das mais lindas apresentações de rua do Rio. Pernas de pau e muita cor compõe um dos melhores cortejos da cidade. Enche razoavelmente, mas vale!
> Aterro do Flamengo, 13h

Bloco Saymos do Egyto ▲ Largo do Boi Tolo
Com as bençãos dos grandes Deuses Egypcios​ que o bloco vai para a rua, numa verdadeira chuva de glitter dourado! Prepare sua fantasia egypcia que o fervo vai até a quarta feira de cinzas!
> Largo do Boi Tolo, às 17h

Vamo ET
A alegria intergalática que faz minha cabeça na terça de Carnaval! Fica como? Paradinho na pista, flutuando na Glória sem sair do lugar. Uma dádiva de outro planeta depois de dias de folia sem pausa. Vista seu melhor look espacial e prepare-se para ouvir as melhores composições carnavalescas dedicadas ao ET.
> Cabeção do Getúlio, às 10h

  • Quarta, dia 6

Mulheres Rodadas
O Bloco Mulheres Rodadas é o primeiro bloco feminista do carnaval carioca. O grupo surgiu em 2015, como forma de protesto contra uma postagem machista feita na internet que dizia: “Não mereço mulher rodada”. Subvertendo a ordem e aproveitando o carnaval, o bloco perguntava: ainda cabe hoje algum rótulo dado às mulheres por conta de suas escolhas? Nos últimos cinco anos, o bloco levou milhares de pessoas às ruas com uma banda majoritariamente formada por mulheres, com repercussão nacional e internacional.
> 9h – Largo do Machado

O Batuque das Meninas
Fundado em 2009, o bloco Batuque das Meninas é formado apenas por mulheres oriundas das oficinas de percussão do Monobloco, Quizomba e Bangalafumenga. No repertório estão marchinhas, forró, ijexá, axé, pop, rock e funk carioca em ritmo de samba.
> 17h, no Largo do Machado

Publicidade Anuncie

Destaque externo: Orquestra Voadora por Jorge Sato
Destaque interno: Céu na Terra


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.


X
Próxima notícia Hypeness:
Emilia Clarke estudou discursos de Hitler e outros ditadores para ‘Game Of Thrones’