Debate

‘Arma de fogo resolveria’, diz Carlos Bolsonaro sobre mulher espancada em encontro

por: Kauê Vieira

Carlos Bolsonaro (PSC) se pronunciou sobre o espancamento da empresária Elaine Caparróz. No Twitter, o filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse que “arma de fogo legal resolveria”.

A mulher de 55 anos foi espancada por Vinícius Batista Serra durante horas. Ela disse ter sido acordada aos socos pelo rapaz de 27 anos, que está em prisão preventiva.

“Se esta senhora tivesse como se defender, e fosse de sua vontade, uma arma de fogo legal resolveria justamente este absurdo”, declarou o vereador pelo Rio de Janeiro.

O vereador é defensor do porte de armas de fogo

– Após prometer maior atendimento na campanha, Doria veta Delegacia da Mulher 24h

– Kéfera e Alexandra Gurgel estão escrevendo um livro sobre feminismo juntas

– Aplicativo promove ação para denunciar músicas de violência contra a mulher

Como você leu, Elaine começou a ser agredida enquanto dormia e só parou de apanhar depois da intervenção de vizinhos. O caso aconteceu dentro do apartamento da mulher, no Rio de Janeiro. Ela segue internada na UTI.

Para Carlos, o que importa é a garantia da “defesa pessoal dentro de sua casa”. O político ressalta que esta deve ser “prioridade urgente do Congresso Nacional”. Em janeiro, o presidente assinou decreto flexibilizando a posse de armas no país. Não se falou sobre a ampliação do porte.

Especialistas enxergam a posição de Carlos Bolsonaro com ressalvas. O jornal O Estado de São Paulo mostrou que o índice de mulheres mortas a tiros dentro de casa é quase o triplo dos homens.

O agressor está preso preventivamente no Rio

Os números são baseados no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde. Segundo o balanço, das 2.796 mulheres mortas por arma de fogo em 2017, 25% foram assassinadas dentro da própria residência.

A polícia também parece não concordar com o vereador. A corporação recomenda que armas de fogo sejam guardadas em cofres para diminuir o risco de roubo. Vinícius Serra foi detido em flagrante e deve ser indiciado por tentativa de feminicídio.

Publicidade

Foto: Reprodução


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jogar drogas pela descarga está deixando os jacarés viciados nos EUA, afirma polícia