Debate

Cãozinho perde a orelha após reação alérgica a tingimento de pelos

por: Mari Dutra

Publicidade Anuncie

Tingir o pelo do seu animal pode até parecer uma ideia fofa, mas é melhor pensar duas vezes antes de investir nesta mudança, como mostra a situação ocorrida com uma tutora tailandesa. Seu cachorro perdeu a orelha devido a uma reação alérgica ocasionada pelo tingimento dos pelos. A história foi compartilhada pela usuária do Facebook Ampaipan Wachaporn.

O cãozinho Diffy, um lulu-da-pomerânia, foi levado pela tailandesa a um salão para pets no distrito de Hua Hin, na Tailândia, com o objetivo de tingir suas orelhas e o rabo de rosa. Em cerca de 40 minutos, os profissionais se encarregaram da mudança de visual do animal.

Ao sair do estabelecimento, porém, a usuária alega que notou as orelhas de Diffy voltadas para baixo, o que era incomum. Quando perguntou à equipe do salão o que poderia ter acontecido, recomendaram que ela esperasse dois ou três dias e tudo voltaria ao normal. O animal logo começou a apresentar também sintomas de alergia, como coceira e descamação na pele. A reação, segundo ela, se agravou até que o animal perdeu sua orelha esquerda.

Publicidade

A orelha esquerda de Diffy está caindo por causa da coloração. O pet stylist colocou muita tinta nele. A orelha do meu cachorro estava coçando, queimando, ficando preta, rachada e, eventualmente, caiu. Eu não culpo a pet shop, mas eu me culpo por querer ver suas orelhas tingidas“, escreveu a tutora do animal na rede social, onde compartilhou o desenrolar da história.

Leia também: Cão é pintado como um Pokemon e vídeo provoca polêmica na internet

Publicidade Anuncie

Fotos: Reprodução Facebook/Ampaipan Wachaporn


Mari Dutra
Comunicadora e especialista em conteúdos digitais, Mariana escreve sobre turismo, sustentabilidade e o que mais der na telha. Além de contribuir para o Hypeness desde 2014, também compartilha roteiros e reflexões mundo afora no blog Quase Nômade.


X
Próxima notícia Hypeness:
Após 25 anos tentando, Cleusa consegue o divórcio: ‘Foi a pressão do Brasil e do mundo que fez isso’