Seleção Hypeness

‘Clube da Luta’, ‘Matrix’ e outros 9 filmes que provam que 1999 foi antológico para o cinema

por: Caio Delcolli

Parece que foi ontem, mas o ano de 1999 aconteceu há 20. Foi um ano em que o cinema nos trouxe clássicos, experiências marcantes e muitos filmes que entraram em nossas listas pessoais de favoritos.

“Foi o momento em que Hollywood azeitou os escolhidos que se tornariam os heróis do novo milênio, de David Fincher a Spike Jonze a uma ingênua chamada Angelina Jolie”, escreveu Amy Nicholson, crítica de cinema do jornal The Guardian, referindo-se ao papel da atriz em “Garota, Interrompida”. Outro conhecido dos cinéfilos e dos fãs brasileiros de cultura pop, Pablo Miyazawa, acabou chegando em conclusão semelhante à nossa.

Além disso, estamos na temporada de Oscar, uma época do ano em que os fãs de cinema ficam em polvorosa. E é no mínimo curioso observar as diferenças entre os filmes lançados naquele ano e indicados em 2000 e os indicados deste ano: as categorias estão menos masculinas, brancas, heterossexuais e cisgênero.

Os títulos de 1999 que listamos aqui, entretanto, mostram que naquele tempo já se via o interesse dos grandes estúdios e distribuidoras em histórias centradas em gente marginalizada que desafia a ordem das coisas.

Todos os filmes selecionados para a lista estão disponíveis com áudio e/ou legendas em português, em plataformas de streaming ou video on demand, ou mídia física.

Vamos celebrar essa nostalgia mais do que necessária? Segue a lista de filmes impressionantes que completam 20 anos de lançamento em 2019.

1. ‘Tudo sobre Minha Mãe’

 

Esteban (Eloy Azorín) quer descobrir quem é seu pai biológico, um segredo que sua mãe, Manuela (Cecilia Roth), guarda há muitos anos. Entretanto, o rapaz morre em um acidente, o que lança Manuela em uma jornada em busca do pai de Estaban.

Direção: Pedro Almodóvar
Disponível em: Crackle e Mubi
Prêmios: Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro

 

2. ‘Magnólia’

 

Diferentes personagens, cada um em sua linha narrativa individual, estão em busca de perdão. Aqui e ali eles se cruzam enquanto perambulam por Los Angeles, levantando temas como infidelidade, abuso sexual, solidão e infelicidade. São crises existenciais acontecendo simultaneamente, cada uma em seu ápice. Julianne Moore (imagem), Tom Cruise e Philip Seymour Hoffman estão no elenco.

Direção: Paul Thomas Anderson
Disponível em: Mubi e DVD
Indicações ao Oscar: Melhores ator coadjuvante (Tom Cruise), roteiro original (Paul Thomas Anderson) e canção original (“Save Me”, de Aimee Mann)

 

3. ‘De Olhos Bem Fechados’

 

O casal Alice (Nicole Kidman) e Bill (Tom Cruise) está em crise e passa por uma noite que testa a fidelidade de ambos. Ela diz que uma vez quase o traiu com outro homem; ele, enciumado, vai noite adentro em uma jornada sexual que vai desde um programa com uma prostituta até uma imensa orgia sinistra.

Direção: Stanley Kubrick
Disponível em: iTunes, Mubi, Vivo Play e YouTube Movies
Indicação ao Oscar: Melhor trilha sonora (Jocelyn Pook)

 

4. ‘Clube da Luta’

 

A primeira regra sobre o Clube da Luta é não falar sobre o Clube da Luta. A segunda é… Bem, deixa para lá, o importante é não perder este filme, em que um sujeito com uma vida bastante sem graça (Edward Norton) tem seu mundinho virado de cabeça para baixo ao conhecer Tyler Durden (Brad Pitt), um vendedor de sabão. A amizade de ambos dá início a uma série de acontecimentos rocambolescos em que a dupla desafia qualquer tipo de convenção social e de controle capitalista.

Direção: David Fincher
Disponível em: Amazon Prime Video, iTunes, Mubi, YouTube Movies, blu-ray e DVD
Indicação ao Oscar: Melhor edição de som (Ren Klyce e Richard Hymns)

 

5. ‘Beleza Americana’

 

Da porta de entrada para fora, a casa da família Burnham diz “triunfo”. Da porta para dentro, o relacionamento dos Burnham mostra o oposto. Lester (Kevin Spacey) está em uma crise de meia idade e não tem mais paciência com a esposa Carolyn (Annette Bening). A filha de ambos Jane (Thora Birch) é insegura e sua amiga Angela (Mena Suvari), uma líder de torcida, deixa Lester subindo pelas paredes de tanta libido. Beleza Americana não economiza na acidez ao mostrar a família tradicional americana cara a cara com seus privilégios sociais e hipocrisias.

Direção: Sam Mendes
Disponível em: Amazon Prime Video, Mubi, Telecine Play, YouTube Movies, blu-ray e DVD
Prêmios: Vencedor do Oscar nas categorias de melhores filme, diretor, ator (Spacey), roteiro original (Alan Ball) e fotografia (Conrad L. Hall)

 

6. ‘Matrix’

 

Neo (Keanu Reeves) é um hacker que se vê diante de uma escolha: ingerir a pílula vermelha e outra azul que lhe são oferecidas por Morpheus (Laurence Fishburne). Ele escolhe a vermelha, o que revela ao protagonista uma verdade assustadora: nossa realidade é criada por softwares em um futuro distópico no qual máquinas escravizam humanos. Neo decide, então, juntar-se a um grupo de rebeldes para destruir esse sistema.

Direção: Lana & Lilly Wachowski
Disponível em: iTunes, Mubi, Vivo Play, YouTube Movies, blu-ray e DVD
Prêmios: Vencedor do Oscar nas categorias de melhores montagem (Zach Staenberg), som (John T. Reitz, Gregg Rudloff, David E. Campbell e David Lee), edição de som (Dane A. Davis) e efeitos especiais (John Gaeta, Janek Sirrs, Steve Courtley e Jon Thum)

 

7. ‘Quero Ser John Malkovich’

 

Você já quis ser outra pessoa? Quero Ser John Malkovich usa esta pergunta como ponto de partida e a desdobra até extrapolar o limite do possível. Um marionetista (John Cusack) encontra um portal para a mente do ator John Malkovich (vivido por ele próprio), o que inicia uma intrincada série de situações hilárias, comoventes e inusitadas.

Direção: Spike Jonze
Disponível em: iTunes e Mube
Indicações ao Oscar: melhores diretor (Spike Jonze), roteiro original (Charlie Kaufman) e atriz coadjuvante (Catherine Keener)

 

8. ‘A Bruxa de Blair’

 

Um grupo de estudantes de cinema quer fazer um documentário sobre uma lenda de bruxa. Eles vão para a floresta em que tudo supostamente aconteceu. Caso você ainda não tenha visto esse filme, é melhor não saber mais nada a partir daqui.

Direção: Daniel Myrick & Eduardo Sánchez
Disponível em: Amazon Prime Video, Crackle, Vivo Play, Telecine Play, YouTube Movies e DVD

 

9. ‘Segundas Intenções’

 

Dois adolescentes ricos se desafiam em um jogo arriscado. Sebastian (Ryan Phillippe) e Kathryn (Sarah Michelle Gellar, na imagem acima) combinam que, se ele conseguir tirar a virgindade de Annette (Reese Witherspoon), Kathryn fará sexo com ele. Caso não consiga, ela fica com o carro Jaguar dele. “Segundas Intenções” é um querido filme cult sobre sexo, mentiras e as consequências da mistura dessas coisas. O longa ajudou a catapultar a carreira de Witherspoon.

Direção: Roger Kumble
Disponível em: iTunes, Netflix e YouTube Movies

 

10. ‘As Virgens Suicidas’

 

Baseado no livro de mesmo nome de Jeffrey Eugenides, “As Virgens Suicidas” é o primeiro filme de Sofia Coppola. No enredo ambientado nos anos 1970, as belas e cativantes irmãs Lisbon — lideradas por Lux (Kirsten Dunst, na imagem acima) — cometem suicídio, o que deixa a comunidade em que viviam em estado de perplexidade. A partir do acontecimento, os garotos do bairro que tinham adoração pelas garotas Lisbon tentam entender o motivo por que elas tiraram a própria vida.

Direção: Sofia Coppola
Disponível em: iTunes

11. ‘O Sexto Sentido’

 

Cole (Haley Joel Osment) é um menino que conversa com espíritos. Ele é atendido pelo psicólogo infantil Malcolm (Bruce Willis), que por sua vez está em crise por não conseguir salvar seu casamento e ajudar um paciente suicida, mas vai fazer de tudo para que Cole não tenha o mesmo destino trágico. O Sexto Sentido é repleto de reviravoltas e consegue comover até gente bruta.

Direção: M. Night Shyamalan
Disponível em: iTunes, Netflix, Telecine Play e YouTube Movies
Indicações ao Oscar: Melhores filme (Frank Marshall, Kathleen Kennedy e Barry Mendel), diretor, roteiro original (Shyamalan), ator coadjuvante (Haley Joel Osment), atriz coadjuvante (Toni Collette) e montagem (Andrew Mondshein)

Outros imperdíveis

Além dos que mencionamos aqui, o ano de 1999 nos oferece outros filmes relevantes que valem a pena serem revistos ou, caso você nunca os tenha visto, conhecer.

Se você curte ficção científica, provavelmente vai compensar o tempo investido em “eXistenZ” e “Heróis Fora de Órbita”. Comédias românticas daquele ano, como “10 Coisas que Eu Odeio em Você” e “Um Lugar Chamado Notting Hill”, com certeza passaram na sua TV e te deixaram boas lembranças.

Dramas importantes, daqueles que fazem carreiras ou reforçam as já feitas, também surgiram em 1999: “Garota, Interrompida”, que rendeu um Oscar para Angelina Jolie, “À Espera de um Milagre”, “Meninos Não Choram”, em que Hilary Swank vive um homem trans e venceu um Oscar por este papel, “O Mundo de Andy” e “Regras da Vida” são do tipo que fazem cair alguns ciscos nos olhos.

As dicas de comédia são “Eleição”, “Como Enlouquecer seu Chefe”, “Dogma” e “Três Reis”. Quer animação? Anote estas: “Toy Story 2″, “O Gigante de Ferro” e “Tarzan”. Duas fantasias seminais daquele ano são “Star Wars: Episódio I — A Ameaça Fantasma” e “A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça”. Se você prefere histórias de mistério, não perca “O Talentoso Ripley” e “O Estranho”. O documentário “Buena Vista Social Club”, indicado ao Oscar, é delicioso.

1999 foi um ano delicioso também para a música. Corre lá na nossa Seleção e dá o play.

Publicidade


Caio Delcolli

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Projeto usa realidade virtual para te conectar com a ‘Mona Lisa’, de Leonardo Da Vinci