Diversidade

Como o lançamento de uma linha de maquiagem escancara o racismo estrutural

por: Redação Hypeness

A Sephora Brasil apresentou a nova linha de corretivos. São 16 opções que prometem manter o corretivo no lugar por 12 horas. Adivinhem quantos modelos foram pensados para a pele negra? Isso mesmo, apenas um.

Embora representem 54% da população brasileira, homens e mulheres negras ainda precisam enfrentar um verdadeiro calvário para encontrar produtos de beleza adequados para os vários tons de pele preta.

Trocando em miúdos, a Sephora atende 15% da população. 

Tássio Santos é jornalista especializado em beleza e maquiador profissional. Há sete anos criou o blog Herdeira da Beleza para inspirar, dar dicas e refletir sobre a ausência quase que completa de produtos voltados para os afro-brasileiros no mercado convencional.

O racismo estrutural e a ausência de opções para a pele negra

“Sempre houve uma preocupação em direcionar as postagens para a comunidade negra, pois ainda hoje é um nicho carente”, diz ele na descrição do site.

Estética é resistência. Talvez das mais importantes, afinal trata-se de um passo importante para a solidificação da auto-estima. “A busca pela valorização da estética negra é um complemento fundamental na luta antirracista e a maquiagem é uma ferramenta importantíssima, jamais pense que isso é futilidade”, pontua Tássio.

– Imagens maravilhosas mostram o show de representatividade da nova linha de maquiagem de Rihanna

– As fotos da nova grife de lingerie da Rihanna celebram a diversidade

– Conheça Diandra Forest, primeira modelo albina a ser escolhida como rosto de uma campanha

– Levou 200 anos, mas finalmente criaram sapatilhas de balé para pessoas negras

Os equívocos também acontecem fora do Brasil. A marca norte-americana Tarte lançou uma linha de base. Eram 15 cores, sendo 15 hidratantes e 15 mattes. Ou seja, 30 cores de base, mas apenas cinco para a pele negra. Dois hidratantes e três mattes.

Isso é diversidade para a Tarte

A blogueira Marisa Lopes fez um texto mostrando a insatisfação com mais um bolo do mercado de beleza. Além do desapontamento, a falta de opções requer uma busca incessante por opções muitas vezes caras e de difícil acesso.

“Eu como mulher negra, posso afirmar que sinto isso diariamente. Você provavelmente não vai entender, mas pensa comigo, você está louco por um produto, aí esse produto lança, você vai lá comprar e percebe que não tem para você. Que tem para todo mundo, menos para você e para as pessoas parecidas com você! Acho que passou da hora de nos colocarmos no lugar do outro sabe?”

Rihanna, rainha

O debate esbarra, impreterivelmente, na representatividade. A maioria das marcas citadas na matéria não possuem profissionais negros em seus quadros de criação.

Por isso Rihanna é diva. E diva não perde seu posto não. A cantora – que já tem uma linha de lingerie – criou a Fenty Beauty “para que todas as mulheres pudessem tornar-se parte deste universo”, pontua.

A linha de Rihanna contempla os vários tons de pele

O intuito é contemplar todos os tons de pele historicamente ignorados. Rihanna pretende inspirar. “Divirta-se com sua maquiagem. Não se sinta pressionada a usar uma maquiagem em particular. Sinta-se livre para arriscar. Tente fazer algo novo ou diferente”.

O catálogo conta com pelo menos 39 produtos – entre bases, pó, corretivos, batons, sombras e delineadores.

 

O outro lado

Após a publicação da matéria, a Sephora Brasil entrou em contato com o Hypeness e enviou uma nota, que você lê na íntegra a seguir.

“Em fevereiro de 2019, a MAKE UP FOR EVER lançou, no Brasil, a linha de corretivos Concealer Ultra HD, com 16 cores e venda exclusiva na Sephora – maior destino de beleza do mundo, com mais de 200 marcas e uma seleção de produtos que atende a diferentes perfis de consumo, sejam tipos de gostos, necessidades e bolsos.  

A Sephora está atenta para a necessidade do mercado, visto que seu portfólio inclui variadas opções de concealers de diversas marcas, com o objetivo de atender às brasileiras e suas demandas. Na rede, é possível encontrar marcas como Becca, Kat Von D, NARS e Too Faced, que oferecem  diversos tons de itens de pele – entre corretivos e bases. Vale citar, ainda, a linha Dior Backstage, que chega a 40 tons de base e reforça o posicionamento plural da multimarcas. 

A Sephora repudia qualquer tipo de discriminação e segue trabalhando diariamente para oferecer alta qualidade em suas linhas de produtos, visando atender todos os clientes”.

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Espero o dia que isso não seja mais notícia’, diz Matheus Ribeiro após estreia no JN