Futuro

Elon Musk diz que viagem de ida e volta para Marte vai custar US$ 100 mil

por: Vitor Paiva

O sonho de passar as férias ou se mudar em definitivo para Marte parece cada vez mais próximo – os planos do inventor e engenheiro sul-africano Elon Musk são de mandar o primeiro foguete tripulado para o planeta vermelho em 2024. A viagem, porém, não será inicialmente barata: o CEO da SpaceX e da Tesla disse no Twitter que os preços dependerão do volume de viagens, mas que custarão “menos de 500 mil dólares, e talvez até menos do que 100 mil dólares”.

Elon Musk

Tudo é uma questão de perspectiva, e pensando na dimensão da viagem, de acordo com Musk, trata-se de um valor acessível para visitar Marte. Segundo seu tweet, é um preço “baixo o suficiente para que a maioria das pessoas na Terra possam economizar e vender sua casa para se mudar para Marte se quiserem”.

O rover da Nasa em solo marciano

Sob tal olhar, trata-se de fato de um valor acessível – a não ser pelo fato de que muita gente por aqui não tem economias para investir ou casas para vender e se mudar.

A estimativa, porém, é ainda bastante vaga: a missão que mandou o rover Curiosity, da NASA, custou 2,5 bilhões de dólares. Para além da viagem, supondo que a vida em planeta dependerá inicialmente completamente de cargas enviadas da Terra, o custo de vida em Marte provavelmente não será baixo. O próprio Musk, diante de comentários céticos, respondeu que está “mantendo o público informado” sobre os progressos e planos de sua SpaceX.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Foto de pássaro alimentando filhote com cigarro prova que a humanidade falhou