Ciência

‘Eu voltei, agora pra ficar!’: Nasa vai enviar astronautas para permanecerem na lua

por: Vitor Paiva

No ano em que o histórico primeiro passo dado em solo lunar por Neil Armstrong, em 20 de julho de 1969, completará cinco décadas exatas, a agência espacial americana NASA declarou que pretendem voltar ao satélite – dessa vez, porém, os planos são mais ambiciosos do que nunca: 47 anos depois da última vez em que a humanidade foi à lua, em 1972, a ideia agora é retornar à lua para ficar.

Segundo Jim Bridenstine, administrador da NASA, os próximos projetos visam não somente mais uma visita ao satélite, mas sim uma viagem que mantenha os astronautas por lá. “Para alguns, dizer que estamos voltando para a Lua significa que faremos o mesmo que fizemos há 50 anos. Eu quero ser claro – essa não é a nossa missão. (…) Desta vez, quando formos para a Lua, ficaremos”, escreveu.

Neil Armstrong na lua, em 1969

A nova missão nasce a partir de um decreto feito pelo presidente Donald Trump em 2017, indicando que a NASA voltasse a investir em missões para a lua.

Astronautas da Apollo 17, última vez que a humanidade pisou na lua, em 1972

A Agência já começou a traçar os planos dessa próxima missão, negociando parcerias com empresas privadas para a construção de novas plataformas espaciais. Segundo Bridenstine, o projeto prevê que os astronautas pousem novamente no satélite já na próxima década. “Bilhões de pessoas em todo o mundo assistirão à história sendo feita enquanto os astronautas exploram a superfície lunar por mais tempo do que nunca, e nos ajudam a nos preparar para missões em Marte e outros destinos”, afirmou.

Publicidade

© fotos: NASA/divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Legalização diminui uso de maconha entre adolescentes dos EUA