Arte

Keith Richards diz que largar heroína foi mais fácil que parar de fumar

por: Vitor Paiva

Um dos mais icônicos guitarristas da história da música popular, Keith Richards e os Rolling Stones personificam a tríade que forma o espírito de sua época: sexo, drogas e rock n’ roll. E se acima de tudo o fundador dos Stones é um expert em blues, rock e guitarras, Richards também entende muito bem de drogas – e do vício que elas podem provocar. Em declaração recente, o músico inglês ofereceu com profundo conhecimento de causa a gravidade do vício em tabaco: para ele, largar a heroína foi mais fácil do que o cigarro.

A afirmação veio em resposta a um comentário antigo feito por outro ícone do rock – e também conhecedor dos efeitos do vício: “Lou Reed afirmou que é mais difícil largar a nicotina do que a heroína. E é mesmo”, disse Richards, acrescentando que “largar a heroína é um inferno, mas é um inferno curto. O cigarro permanece aqui, e você sempre o usou. Eu os acendo sem nem pensar sobre”, disse o músico.

Acima, Keith no palco nos anos 1970, e abaixo, no ano passado

Pois o tempo passa para todos e, aos 75 anos, Richards decidiu começar a aderir a um estilo de vida mais saudável. Ano passado o músico declarou que estava largando a bebida, e agora que quer largar o cigarro – até aqui, porém, sem sucesso. O guitarrista e compositor dos Stones, no entanto, afirma que já conseguiu diminuir o cigarro diário, e que mesmo os outros excessos andam muito mais comportados.

O palco dos Stones em 1972

“Tomo um pouco de vinho nas refeições, e uma ou outra cerveja”, afirmou. O único vício que ele diz não querer largar e seguir desejando arduamente são mesmo os shows – Richards confirmou que segue amando as turnês, e que não há planos para a aposentadoria dos Stones dos palcos.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Agenda Hype: 31 eventos pretos, periféricos e diversos para trabalhar o respeito e o amor