Debate

Morto na tragédia, dono de pousada fez desabafo contra barragem há 1 ano

por: Redação Hypeness

Pelo menos um ano antes do rompimento da barragem da Vale no Córrego do Feijão, Márcio Mascarenhas alertava para os efeitos nocivos ao meio ambiente e à saúde dos moradores de Brumadinho. “É mais importante dinheiro ou pessoas?”.

Márcio está entre os 110 mortos no desastre de Brumadinho. O dono da pousada Nova Estância não teve tempo de fugir do mar de rejeitos tóxicos que tragou o estabelecimento junto com os corpos de sua esposa, filho, hóspedes e funcionários.

A postagem reclamando da postura predatória da Vale foi feita no Facebook de Márcio. “Estão acabando com tudo em volta”, reclamou dizendo que os moradores sofriam com doenças pulmonares e o acúmulo de poeira.

Márcio foi vítima do eminente desastre que denunciava há tempos

“Onde antes era uma mata atlântica cheia de nascentes, hoje está virando um deserto empoeirado sem vida. O que é mais importante, o dinheiro, ou as pessoas que morrem de doenças pulmonares respirando esse pó com minerais pesados e bebendo água misturada com esse mesmo veneno?”

Seguiu, “cenário horrendo de um futuro que começou décadas atrás. Será que ainda há esperança?”

A pousada foi engolida pelos rejeitos da barragem de Vale

Não deu tempo de confirmar. O corpo de Márcio foi identificado pelas equipes de resgate um dia antes de seu aniversário de 75 anos. A Defesa Civil disse ter achado também o corpo do filho e da mulher, Cleosane Coelho.

Márcio Paulo Barbosa Pena Mascarenhas é fundador da rede de escolas de inglês Number One. Há dois anos ele deixou a chefia do negócio para cuidar da pousada Nova Estância ao lado da família. O lugar era frequentado por turistas e celebridades.

O lugar era bem frequentado por ser próximo de Inhotim

Pela proximidade com o Museu de Inhotim, a Nova Estância recebeu nomes como o ator Marcos Veras, os jornalistas Ernesto Paglia e Sandra Annemberg e o cantor Caetano Veloso. Nas redes sociais, Caetano revelou ter chorado ao lembrar do local.

“Lendo o livro [Maquinação do Mundo] de Zé Miguel [José Miguel Wisnik] sobre Drummond, pensei muitas vezes no fato de o que há de belo em Inhotim tardar a ser captado por minha sensibilidade, tal a sensação de desconforto humano, vegetal, animal e espiritual da região. A delicadeza das pessoas, o sabor das comidas, a graça da decoração (tudo tão mineiro) da pousada Nova Estância era igualmente contaminada pelo sentimento de desequilíbrio e feiura que a cercava. Já chorei algumas vezes hoje, incontrolavelmente, pensando nas pessoas que conheci lá”, escreveu em texto para o Mídia Ninja.

Márcio será enterrado ao lado da esposa e filhos em Belo Horizonte.

 

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Novo tiroteio em escola no Brasil reforça urgência de debate sobre saúde mental