Minha Casa é Hype

O apartamento aconchegante e cheio de plantas de uma mãe artesã em Curitiba

por: Brunella Nunes

Publicidade Anuncie

Na casa da artesã e criadora de conteúdo Bruna Galliano a distração é uma constante. Seja pelas brincadeiras com o pequeno Leon ou porque sempre há alguma coisa para captar o olhar de quem entra no ninho dela e do filho. No apartamento em Curitiba, os trabalhos manuais feitos com suas próprias mãos se espalham pelas paredes, fazendo companhia para gravuras e pano de fundo para inúmeras plantas que vão dominando o espaço.

Faz alguns meses que ela se mudou para o prédio que namorou durante 12 anos. Foram necessários inúmeros encontros e desencontros até o momento certo para engatar esse relacionamento e, enfim, compartilharem memórias sob o mesmo teto. “Passava em frente e jurava que um dia moraria ali”, contou ao Hypeness. “E sempre imaginei ter uma selva dentro dele. Tô construindo a minha!”. Em meio aos tons mais sóbrios, é o verde que se destaca.

Algumas plantas da antiga morada migraram para a atual, mas já vão encarar mudanças novamente.

A história cheia de afetos com o lugar em que escolhe morar não para por aí. Aos 31 anos, ela vai se mudar novamente, dessa vez para um apartamento próprio, subindo um degrau na escala adulto da vida e dando adeus ao aluguel. “Há muitos e muitos e muitos anos atrás, meus avós moraram nesse prédio, com minha mãe e minhas tias! Querem um bônus?! Foi nesse prédio que meus pais se conheceram! Quer coincidência maior que essa?”, escreveu no Instagram, celebrando os acasos da vida.

Paredes serão derrubadas e pisos arrancados, mas o gosto pelas plantas vai seguir aumentando. Não por acaso, Bruna começou a fazer suportes em macramê para pendurar os vasos e não parou mais. Hoje, vende parte da produção na loja Borealis, onde compra boa parte das suas filhas botânicas, como chifre de veado, bromélia e columéia hirta.

Os trabalhos em macramê seguem aplicados em móbiles, casulos, painel e tapeçaria de parede nos ambientes do apê. A aptidão para o artesanato se estende ao tricô, presente em mantas, blusas quentinhas e no letreiro do quarto do pequeno Leon. E dá pra ver de pertinho o amor emaranhado entre cada nó.

Abaixo, Bruna divide com a gente os detalhes da morada antes de se mudar para o novo apê:

Como é finalmente morar num prédio que você queria MUITO? Como foi esse encontro após mais de uma década?

Eu namorei esse prédio por muito tempo, mas nunca achei que um dia voltaria para Curitiba. Acabou que voltei, estava com pressa de alugar um ap e deu certo de pegar esse, graças ao meu amigo Paulo, que também mora lá. O prédio é muito mais incrível do que eu imaginava, o apartamento é apaixonante e os vizinhos são todos incríveis, sem contar a Pati, que cuida da limpeza e organização do prédio, que é um amor.

Se pudesse descrever a sua casa hoje em poucas palavras, como descreveria?

Minha casa é ninho, é onde estou me reencontrando e me reconhecendo, onde estou amadurecendo e aprendendo constantemente.

Como foi o processo da reforma da casa para que ela ficasse como está hoje?

O prédio tem mais de 70 anos. O apartamento em que moro foi inteiro reformado e a planta original foi modificada. Quando aluguei, ele já estava assim, prontinho! Só precisei dos móveis e plantas!

Publicidade

Qual o cômodo preferido da casa? Por quê?

Fico entre a sala de jantar, a sala de TV e o quarto de brinquedos. Gosto de bastante informação na decoração e esses são os ambientes mais completos da casa. Óbvio que ainda faltam coisinhas, mas mesmo assim.

Qual o item de decoração que mais gosta na sua casa?

Meu regador prata!

Como foi o processo de decorar e montar o quarto do seu filho? Pela idade, ele já fez você mudar de ideia em relação a algumas coisas?

Eu gosto de decoração com bastante informação. No quarto dele sempre gostei de usar bastante cores nos objetos e quadros. Os móveis são todos de madeira e assim acho mais prático e mais barato pra poder variar o resto.

O Leon te ajuda na decoração? E na parte chata, dos afazeres domésticos? 

Meu filho ajuda a espalhar os dinossauros dele pela casa e também ajuda a regar as plantas!

Onde vocês costumam passar mais tempo juntos e o que mais gostam de fazer?

A gente passa mais tempo juntos na sala de brinquedos e na sala de tv, assistindo filmes e lendo livrinhos. Também rolam corridas na sacada e em volta da mesa de jantar.

O que ainda falta na sua casa pra você dizer: pronto, agora sim!

Decoração pra mim, é algo mutante. Nunca nada está pronto. O que faltava, na verdade, era eu comprar o meu primeiro apartamento e reformar inteiro, como sempre sonhei.

Publicidade Anuncie

Todas as fotos por Lucas Costa


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.


X
Próxima notícia Hypeness:
Bob Esponja ganha coleção de bonecos em suas versões memes