Arte

Após documentário bombástico, Louis Vuitton cancela coleção inspirada em Michael Jackson

Vitor Paiva - 20/03/2019

O impacto do documentário Leaving Neverland, que traz novas acusações de abuso sexual contra o cantor Michael Jackson, já começa a ser sentido. O diretor artístico da Louis Vuitton, Virgil Abloh, através de um comunicado oficial, informou que a marca não mais irá produzir peças inspiradas em Michael Jackson para sua coleção outono-inverno 2020. Condenando veementemente qualquer forma de abuso infantil, a marca se disse absolutamente comprometida com a causa.

Peças do desfile da marca, inspiradas em Michael Jackson

“Estou ciente de que, sob a luz desse documentário, o desfile causou reações emocionais. Eu condeno qualquer forma de abuso infantil, violência ou infração contra os direitos humanos”, disse Abloh.

O designer da marca, Virgil Abloh, no desfile

O chefe-executivo da marca, Michael Burke, também se posicionou, afirmando que “achamos as alegações no documentário profundamente perturbadoras”, reiterando que “a segurança e o bem-estar das crianças são de suma importância para a Louis Vuitton. Somos completamente comprometidos em favor dessa causa”.

A coleção, trazendo diversas peças inspiradas na estética e em outras peças icônicas de Michael Jackson, foi lançada poucos dias antes do documentário ser exibido pela primeira vez, no festival de Sundance, e agora as peças que se referem ao cantor não serão produzidas. “Leaving Neverland” traz novas denúncias de abuso sexual contra o cantor, com contundência e clareza inéditas, por parte de Wade Robson e James Safechuck, que conviveram na infância com Jackson. O filme pode ser assistido na HBO.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Os desenhos de Martin Scorsese com 11 anos para ilustrar um filme que gostava muito