Inspiração

Livro explica direitos humanos de forma inovadora e gera doações para projeto social

por: Mari Dutra

Quando a gente percebeu, os direitos humanos no Brasil tinham virado uma verdadeira piada, com uma ministra que bem poderia fazer parte de um daqueles livros de ficção que retratam um futuro distópico. Uma pesquisa de 2018 realizada pelo Instituto Ipsos aponta que o problema é mesmo desinformação: apesar de 94% dos brasileiros terem ouvido falar sobre o assunto, só 9% entendem que os direitos humanos beneficiam a sociedade como um todo. E, felizmente, metade da população acredita que deveria aprender mais sobre o tema.

Um livro ilustrado por artistas brasileiros engajados busca suprir essa lacuna, ao representar de forma didática cada um dos 30 artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Livres e Iguais! é uma realização da Editora MOL e do Quebrando o Tabu, em parceria com a ONG Nossas.

A publicação está sendo financiada através do Catarse em uma campanha que termina no dia 8 de maio. Na plataforma, os livros podem ser adquiridos com contribuições a partir de R$ 25 e cada compra gera doações para o movimento #NinguémFicaPraTrás, que apoia grupos vítimas de crimes de ódio e intolerância, como mulheres, pessoas negras, LGBTQ+, povos indígenas e refugiados.

Apesar do valor mínimo de R$ 25 (que inclui frete grátis para todo o Brasil), contribuições maiores ganham também recompensas especiais, como artes originais da Laerte, pôsteres de trabalhos de André Dahmer, Marcos Xotoko e Ana Matsusaki e outros itens que vão de adesivos a sacolas reutilizáveis.

Os artigos presentes na Declaração Universal dos Direitos Humanos são representados na forma de cartões-postais destacáveis. Além dos traços de artistas como Laerte, e Thereza Nardelli (a criadora da icônica imagem “Ninguém solta a mão de ninguém“), os cartões vêm acompanhados de textos didáticos desenvolvidos com a consultoria de especialistas na área.

A meta inicial da campanha é arrecadar R$ 125 mil, garantindo a impressão de 10 mil exemplares da obra. No ar há apenas uma semana, cerca de um terço desse objetivo já foi batido até o momento em que esse texto foi escrito.

Bora contribuir também? 

Publicidade

Fotos: Divulgação


Mari Dutra
Criadora do Quase Nômade, contadora de histórias, minimalista e confusa por natureza, com os dois pés (e um pet) no mundo. Chega mais perto no Instagram.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ela deu à luz no estacionamento de centro médico: ‘A cabeça do bebê já estava coroando’