Seleção Hypeness

Mais folia, menos lixo: manual para pular um carnaval mais sustentável

por: Gabrielle Estevans

Alegria, celebração, novos e velhos amigos, antigos ou passageiros romances: para muitos, o ano só começa, oficialmente, depois que o carnaval termina. Mas não são apenas as histórias memoráveis que o carnaval deixa como legado. Somente no ano passado, na cidade do Rio de Janeiro, os foliões geraram 486,5 toneladas de lixo em cinco dias. Entre os descartados, restos de fantasias, bitucas de cigarros e, claro, muitas latas e garrafas.

Refletir, aliás, não só sobre aquilo que consumimos, mas também sobre o que descartamos é urgente. Se considerarmos que cerca de metade do plástico existente foi fabricado nos últimos 13 anos, temos uma noção do tamanho do problema. E mais: de toda a matéria plástica colocada no mundo até hoje, apenas 9% foi reciclada.

Mas se é inevitável que certo acúmulo de lixo seja produzido, o que devemos fazer para agir, pelo menos, com mais cautela quando o assunto é geração de resíduos?

Pensando em como podemos ser foliões mais conscientes, convidamos, durante as duas últimas semanas, quatro mulheres incríveis para nos ajudar a pular carnaval de forma sustentável. Fê Cortez, Giovanna Nader, Ana Xongani e Fabi Wan foram as consultoras da série Carnaval sem Lixo, transmitida em nosso Instagram. Por aqui, reunimos as principais sugestões para que você já se prepare, planeje e não caia em tentação neste carnaval — ou, pelo menos, só caia nas boas.

Vá de lata:

Giovanna Nader, entusiasta da campanha #vádelata

Calor, multidão, dança: a combinação perfeita para a gente se esbaldar nas bebidas — sejam alcoólicas ou não. De qualquer forma, quando for comprar algo para beber, dê preferência às latas. O Brasil recicla 98% das latas produzidas — contra apenas 40% do vidro. Além disso, esse processo movimenta uma comunidade de aproximadamente 800 mil recicladores. “Na prática, isso significa que todas as latinhas que bebemos voltam para as prateleiras 60 dias depois”, diz Giovanna Nader. Um motivo e tanto para deixar as garrafas de lado neste carnaval.

Copo multiuso:

Copinho retrátil do movimento @menos1lixo

O tempo de decomposição de um copo descartável varia entre 250 e 400 anos. Em vez de usar uma porção deles neste carnaval, por que não levar seu copo retrátil de casa? Dá para colocar bebida, comida e até estocar glitter! Esse da foto é do Menos 1 Lixo, criado pela Fê Cortez, mas você também encontra de outras marcas por aí.

Glitter biodegradável:

Para brilhar com consciência nesse carnaval, Giovanna Nader fez uma lista de marcas que já estão produzindo glitter sustentável

Carnaval sem glitter é quase uma heresia. Mas uma maquiagem momentânea pode causar um problema gigantesco. Isso porque o microplástico existente no glitter, além de levar até milhares de anos para se decompor, afeta diretamente a cadeia alimentar aquática quando despejado nos oceanos. Por isso, para viver um carnaval com brilho e também amigo do meio ambiente, opte por marcas que estão produzindo purpurina biodegradável.

Fantasia consciente:

Ana Xongani, especialista em customização

A nova tendência é ser consciente — e abusar da criatividade. Se você ama carnaval e quer que essa festa seja eterna, por que não pensar também em fantasias que duram mais de um dia? Para este e para os próximos anos, faça combinações com o que você já tem em casa, troque looks entre amigxs ou peça apetrechos emprestados. Além de ser mais sustentável você também economiza dinheiro evitando novas compras.

Confete:

Você pode pensar que não há problema com o confete, já que ele é feito de papel. Mas se levarmos em conta que ano passado aproximadamente 6 milhões de pessoas pularam carnaval só no Rio de Janeiro, imagine a quantidade de resíduos que não ficaram pelas ruas, entupindo bueiros, indo para redes de esgoto e até mares e rios? Fabi Wan, criadora da Com Amor Florinda, nos deu a dica de ouro: para que produzir mais lixo, se a gente pode aproveitar o que já está ali, bem aos nossos pés? Folhas secas, dessas que estão caídas pelos chãos, são perfeitas para produzirmos artesanalmente nosso punhado de confete. Com um furador de papel e algumas folhas você pode criar inúmeras combinações de formatos e cores. Melhor e mais bonito que qualquer confete comprado em prateleiras!

Para ver a série completa e aproveitar todas as sugestões ecológicas para este carnaval, é só ir lá no nosso Instagram. Juntxs por menos lixo e mais folia!

 

Publicidade


Gabrielle Estevans
Jornalista, escreve sobre gênero, cultura e política. Também trabalha com pesquisa, planejamento estratégico e projetos com propósito e impacto social.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Refugiados e agricultores da zona sul de São Paulo se unem para alimentar comunidades vulneráveis