Arte

O brinde de Zeca Pagodinho na Sapucaí antes do Desfile das Campeãs enlouqueceu a multidão

por: Redação Hypeness

Dá pra dizer sem medo, Zeca Pagodinho abriu os trabalhos no desfile das campeãs do Rio de Janeiro. O sambista mais querido do Brasil desfilou pela avenida da Sapucaí com um copo de cerveja em mãos.

Com um sorriso de orelha a orelha, Pagodinho ergueu os braços e brindou com a multidão em êxtase. Zeca é torcedor da Portela e presença obrigatória nos desfiles de Carnaval. A imagem correu as redes sociais e as pessoas não conseguiram lidar com tamanha simpatia.

– Aniversário de 60 anos do Zeca Pagodinho terá cinco mil litros de cerveja

– Contamos a história de 5 dos blocos mais tradicionais do Carnaval carioca

– Após 40 anos, Martinho da Vila desanima: ‘Cansado de cantar que a vida vai melhorar’

“Eu nasci no Carnaval”, confidenciou ele certa vez. O artista veio ao mundo no dia 4 de fevereiro de 1959, no auge da maior festa do mundo.

Eita, Zeca gente boa!

Momentos como o eternizado na Marquês de Sapucaí são comuns. Zeca Pagodinho é do povo. De verdade. Impossível não se lembrar do movimento de solidariedade dele em Xerém.

Em 2011, o município de Duque de Caxias sofreu com os reflexos da chuva. Zeca, então, pegou um quadriciclo para ajudar quem precisava. Ela abrigou famílias necessitadas em seu sítio.

“Estou aqui há quase 20 anos. Adoro isso aqui, meus filhos foram criados aqui. Nunca vi algo parecido. Está triste. Lá em cima a situação está muito ruim. Tem criança desaparecida, tem família soterrada. Tem casa que desceu rio abaixo. A gente está aí, desde as 6h da manhã, ajudando, mas está triste”.

Resultado de imagem para zeca pagodinho xerém gif

Devoto de Ogum e São Jorge, Pagodinho faz questão de manter viva a distribuição de doces no tradicional Dia de São Cosme e Damião. Há 27 anos, ele monta uma força-tarefa em sua casa no Rio de Janeiro. Depois, percorre as ruas da cidade procurando a criançada.

“Faço isso porque é bom, as crianças ficam contentes”, explica ele que chega a entregar 500 saquinhos em um único dia.

Alegrando a criançada

“Se eu deixasse a vida me levar, estava fodido”, declarou o cantor ao Jornal O Globo. Pode até ser, mas sem dúvidas Zeca dá uma lição de vida. Com 60 anos completados recentemente e mais comportado, ele se dedica aos netos, fez até aula de jiu-jítsu com um deles. “Eu me sinto à beira dos 30, um menino, na jovem guarda”. Saúde!

 

 

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Artista transforma corpos em obras de arte e causa ilusão de ótica impressionante