Debate

Suposta angel ‘plus size’ da Victoria’s Secret prova que a marca precisa ser resetada

por: Redação Hypeness

A Victoria’s Secret mostra, mais uma vez, que diversidade não é seu forte (ou interesse). Enquanto gigantes investem pesado na inclusão racial, estética e de gênero, como você pode ver aqui e aqui, a empresa de lingerie e produtos de beleza segue patinando.

A companhia norte-americana apresentou a mais nova angel, a modelo húngara Barbara Palvin. Entretanto, o fato dela ter um corpo curvilíneo foi suficiente para a Victoria’s Secret a classificar, pasmem, como modelo plus size.

A modelo foi chamada de plus size pela marca

Palvin está no time da grife desde 2012, mas recentemente recebeu as cobiçadas (será que ainda são?) asas da Victoria’s Secret. As pessoas ficaram atônitas com a tentativa frustrada de utilizar uma mulher dentro dos padrões como exemplo de abertura ao diverso.

Não se trata de criticar a modelo, pelo contrário. No entanto, não é de hoje que a Victoria’s Secret demonstra falta de sintonia com as mudanças no chamado mundo da beleza. O descompasso reflete no bolso.

Como mostrou o The New York Times, a gigante registrou queda de 41% nas ações em 2018. Embora ainda lidere o mercado de roupas íntimas dos Estados Unidos, a Victoria’s Secret acumula alguns arranhões. Uma pesquisa feita pela Wells Fargo mostra que 68% das pessoas gostam menos da marca hoje. Outras 60% acreditam que a empresa possui uma imagem ‘forçada’ ou ‘falsa’.

A Victoria’s está perdendo dinheiro e audiência

O Hypeness não cansa de dizer, representatividade é importante. O lendário desfile Victoria’s Secret Fashion Show perdeu metade da audiência em cinco anos. Em 2013, o programa atraiu a atenção de 9.7 milhões de espectadores nos EUA. Cinco anos depois, apenas cinco milhões de pessoas acompanharam pela TV.

O mercado mudou e companhias fundadas por mulheres, como a Savage x Fenty, criada por Rihanna, contemplam a diversidade. Some isso ao alcance de movimentos feministas como #MeToo e pronto, temos um cenário diferente de 10 anos atrás.

Falando em Rihanna, a cantora ganhou mais fãs depois de declarações transfóbicas de Ed Razek. Em entrevista à Vogue, o diretor criativo da Victoria’s Secret disse ser contra a diversidade.

Aposta de Rihanna na diversidade foi criticada por diretor da Victoria’s

“É tipo, por que o seu show não faz isso? Você não deveria ter transexuais no show? Não. Não, eu não acho que nós deveríamos. Bom, por que não? Porque o show é uma fantasia”, declarou.

O homem de 70 anos alfinetou um desfile realizado por Rihanna durante a Semana de Moda de Nova York, incluindo modelos de todos os tamanhos, como Slick Woods, que estava grávida.

“Todo mundo fica falando sobre o show da Rihanna. Se nós tivéssemos feito o show da Rihanna, nós seríamos acusados de bajulação com certeza”.

Rezex continuou, “porque a marca tem uma imagem específica, tem um ponto de vista. Tem uma história. Por sinal, nós tivemos três modelos grávidas no nosso show. Todo mundo falou sobre o [show da Rihanna] tendo uma modelo grávida. Todas essas coisas que eles ‘inventaram’, nós já fizemos e continuamos fazendo”.

Não pegou bem e o diretor criativo da Victoria’s Secret precisou se desculpar.

“Minhas observações sobre a inclusão de modelos transgêneras no ‘Victoria’s Secret Fashion Show’ soaram insensíveis. Eu peço desculpas. Para ser claro, nós absolutamente colocaríamos uma modelo transgênera no nosso show. Nós tivemos modelos transgêneras fazendo testes e como várias outras, elas não entraram. Mas isso nunca foi sobre gênero. Eu admiro e respeito a jornada delas em aceitar quem realmente são”, finalizou.

“Alguém pode me dizer como Barbara Palvin é uma modelo plus size?”, pergunta a usuária abaixo.

“Se Barbara Palvin é plus size, que p*rra eu sou?”

“Estou cansada de ver pessoas classificando Barbara Palvin como modelo plus size. Se você acha que ela é plus size, você é idiota”. 

 

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
King Crimson pede aos fãs que não levem celulares para show em SP