Inspiração

Surfista que salvou 50 pessoas de enchentes com jet ski na Grande SP visita vítimas

por: Vitor Paiva

Da enchente que cobriu a cidade de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, na última noite de domingo para segunda-feira, surgiu um herói: o surfista Marcelo Luna. Especializado em ondas gigantes, Luna não se intimidou com os mais de três metros de água que inundaram as ruas da cidade e, com seu jet ski, ele fez com que a tragédia fosse menor para muitas famílias, salvando mais de 50 pessoas na manhã até a noite de segunda.

Marcelo, que trabalha com resgate em jet ski para surfe de onda gigante e que passou a noite da chuva ilhado em uma igreja, contou com a ajuda de seis amigos, que lhe passavam informações por rádio, para o resgate em meio às águas e à lama que cobriram a cidade após a chuva cessar.

As imagens do surfista a bordo de seu jet ski pelas ruas de São Bernardo rapidamente ganharam a TV e viralizaram nas redes sociais. Passados os momentos de angústia e desespero que isolaram centenas de pessoas, Luna voltou para rever as pessoas que salvou – e foi chamado de herói e anjo por elas.

Seu trabalho também se deu em parceria com o Corpo de Bombeiros local, a quem ele também visitou e chamou de “verdadeiros heróis” em um post.

View this post on Instagram

Que HONRA que tive na minha vida em ajudar vocês, ontem fui visitar esses caras que são verdadeiros HERÓIS ! 👨🏻‍🚒 Sargento Rogério Cabo Rodrigues Cabo Glinger Sargento João Paulo Cabo Denis Todos os dias de suas vidas dedicados em salvar a vida de pessoas em incêndios, enchentes, tragédias, e pude ali conhecer cada um deles. Maior prazer da minha carreira foi ajudar vocês @bombeiro8gb 🚒 Máximo respeito, obrigado e Continência ✊🏾❤️ . What a honor that I had in my life to help you, yesterday I went to visit these guys who are true heroes ! Every day of their lives dedicated to saving the lives of people in fires, floods, tragedies, and there i know each one of them. Greatest pleasure of my career was to help you @bombeiro8gb maximum respect, thanks and Continence

A post shared by Marcelo Luna ® (@marcelolunaoficial) on

Depois dos resgates – nos quais Marcelo muitas vezes precisou mergulhar na água para salvar idosos e crianças – o surfista teve de passar dois dias internado em um hospital, para injeções anti-tétano e observação pelo risco de leptospirose e outras doenças.

View this post on Instagram

Eu tenho alguns anos dedicados ao resgate em cima de um jet ski, e agradeço a Deus por ontem estar na minha cidade natal São Bernardo, meu estado São Paulo e meu Brasil, e doar um pouco da minha profissão ao resgate da população. Obrigado cada mensagem de carinho e respeito de todos que enviaram! Quero aqui mencionar o nome de amigos que estavam comigo me dando suporte pelo rádio, andando no meio da enchente para receber as vítimas que eu resgatava @marcusviiniiciius_ @lucas_laes @riera6173 entre outros que apareceram parar ajudar. E ESPECIALMENTE ao grupo de bombeiros que unidos trabalhamos até meu jet ski parar devido ao lixo. Me sinto honrado de ter estado na minha cidade, no meu estado, e no meu país esse dia 🙏🏽💙 Deus abençoe todos 😘 ————————————————————————- I have a few years dedicated to the rescue on top of a jet ski, and I thank God for yesterday in my hometown São Bernardo, my state of São Paulo and Brazil, and donate a little of my profession to the rescue of the population. Thank you each message of affection and respect for all who sent! I want to mention here the name of friends who were with me giving me support by radio, walking in the midst of the flood to receive the victims that i resgatava @marcusviiniiciius_ @luke_laes @riera6173 among others that appeared to stop to help. And especially the group of firefighters who states worked until my jet ski stop due to the trash. I feel honored to have been in my town, in my state, and in my country that day. 📷 @maurocorreiaphotographer

A post shared by Marcelo Luna ® (@marcelolunaoficial) on

Ele, porém, não se arrepende do risco que correu, a garante que faria tudo de novo. “É difícil você não ser humano numa hora dessas”, afirmou.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Médicos da linha de frente contra coronavírus ganham casamento surpresa em hospital