Arte

Taxa de conveniência pode acabar após STJ considerar a cobrança ilegal

Redação Hypeness - 13/03/2019 | Atualizada em - 14/03/2019

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou ilegal a cobrança de taxa de conveniência em vendas de ingressos de shows e eventos pela internet. A decisão unânime obriga as empresas a devolverem o valor de taxas cobradas nos últimos cinco anos. A decisão vale para todo o Brasil e cabe recurso.

Os ministros justificam que não existe conveniência para o consumidor. Na verdade, segundo eles, quem se beneficia são os produtores e promotores dos eventos. A Terceira Turma interpreta a taxa como uma espécie de “venda casada”, proibida pela legislação brasileira.

– Preço dos ingressos de shows de Paul McCartney no Brasil assusta fãs

– Ninguém apareceu no ‘niver’ dele. Aí ele ganhou ingresso para ver o Lebron jogar

– Blue Note na versão SP traz o jazz de NY para criar agenda de shows arrebatadora

Quem é frequente em shows ou espetáculos sabe, comprar ingresso pela internet é uma dor de cabeça danada. Além da demora, o bolso deve estar de prontidão. São taxas, incluindo a de conveniência, mesmo que você opte por retirar o bilhete no local. Em média, empresas terceirizadas cobram até 15% do valor total do ingresso em taxa de conveniência.

A decisão prevê devolução de taxas cobradas em cinco anos

“Deve ser reconhecida a abusividade da prática de venda casada imposta ao consumidor em prestação manifestamente desproporcional, devendo ser admitido que a remuneração da recorrida mediante a ‘taxa de conveniência’ deveria ser de responsabilidade das promotoras e produtoras de espetáculos”, analisou a ministra Nancy Andrighi durante o voto.

A sessão atendeu pedido feito pela Associação de Defesa dos Consumidores do Rio Grande do Sul contra a Ingresso Rápido. A ação coletiva movida em 2013 contra a Ingresso Rápido conseguiu parecer favorável da 16ª Vara Cível de Porto Alegre.

O STJ não deu detalhes de como o cliente pode conseguir o dinheiro de volta. O Procon-SP orienta as pessoas a apresentarem alguma prova, comprovantes, recibos ou um e-mail atestando o pagamento dos valores indevidos.

Publicidade

Foto: Reprodução/São Paulo Futebol Clube


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.


Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
HQ plurilingue ajuda a preservar língua indígena de sinais inédita e autônoma