Diversidade

‘Um homem… É f*da!’: Após chamar jogadora de trans de homem, Bernardinho se desculpa

por: Redação Hypeness


Depois de ser eliminado nas semifinais da Superliga, Bernardinho ofendeu a jogadora Tifanny. O técnico do Sesc-RJ chamou a oposta do SESI-Bauru de homem. “Um homem é f*”, declarou o medalhista olímpico em imagens flagradas pelas câmeras de TV. 

Tifany é a primeira atleta transsexual a atuar no vôlei profissional brasileiro. A fala homofóbica de Bernardinho veio depois de irritação com o ponto marcado pela atleta adversária.

– Caso Tifanny abre discussão sobre presença de mulheres transexuais no vôlei feminino

Tifanny preferiu manter silêncio

Diante da repercussão, Bernardinho pediu desculpas em uma postagem de um time de vôlei no Instagram. Ele disse que se referia à técnica da jogadora.

“Peço desculpas a todos. Não foi minha intenção de forma alguma ofendê-la, me referia ao gesto técnico e ao controle físico que ela tem, comum aos jogadores do masculino e que a maior parte das jogadoras não tem. Sempre trabalhei e tentei ajudar com meu trabalho diversos jogadores e jogadoras sem qualquer tipo de preconceito”.

Bernardinho disse que se referia à técnica

As críticas foram feitas pelo Angels Volley Brazil, equipe LGBT criada há 11 anos.

“Hoje era para ser um dia feliz para comunidade LGBTQI! Tifanny está tendo uma bela segunda temporada de aceitação, onde a grande maioria finalmente entendeu que ela é uma mulher boa jogadora com dias bons e dias ruins como várias outras! Hoje ela e todo time do Bauru jogaram bem, algo que não aconteceu no jogo anterior, e mereceram a vitória classificatória na bola em quadra! Porém foi triste ouvir da boca de um técnico referência mundial, bicampeão olímpico, recordista em prêmios de Superliga que ela era um homem! ” Um homem!”.

View this post on Instagram

Hoje era para ser um dia feliz para comunidade LGBTQI! Tifanny esta tendo uma bela segunda temporada de aceitação, onde a grande maioria finalmente entendeu que ela é uma mulher boa jogadora com dias bons e dias ruins como várias outras! Hoje ela e todo time do Bauru jogaram bem, algo que não aconteceu no jogo anterior, e mereceram a vitória classificatória na bola em quadra! Porém foi triste ouvir da boca de um técnico referência mundial, bicampeão olímpico, recordista em prêmios de Superliga que ela era um homem! " Um homem! É foda! " Transfóbicos e homofóbicos não vão passar sem serem apontados na nossa página! Pode ser o papa do vôlei… Vamos desmarcarar todos! Parabéns para o time feminino do Vôlei Bauru, mulheres incríveis que ganharam jogando por merecimento e sem nenhuma vantagem! #angelsvolley #angelsvolleybrazil #volei #voleibol #volley #volleyball #gayvolleyball #volleyballgays #volleygays #superligafeminina #superligadevolei #esporte #sport #sportsgay #sportgay #gaysport #gaysports #copaangels #copaangelsvolley #transfobia #direitostrans #mexeucomumamexeucomtodas #voleifeminino #direitodamulher #contraomachismo #mulheresunidas #convivertransforma #visibilidadetrans #diadavisibilidadetrans

A post shared by Angels Volley Brazil (@angelsvolley) on


Tifanny marcou 28 pontos nas vitória do Sesi-Bauru por 3 sets a 1, eliminando o Sesc-RJ. De acordo com o portal JCNet, a oposta declarou que recebeu um e-mail de Bernardinho e aceitou as desculpas do técnico. Ela preferiu não se manifestar sobre o ocorrido.

– Resposta de escola a mãe que questionou professor por ser trans viraliza

– Trans no ar: United Airlines sai na frente e adere às reservas não-binárias

Depois de completar a mudança de sexo, a atleta de 33 anos conseguiu liberação para jogar junto à Comissão Nacional Médica (Conamev), da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

“À Tifanny dou meus parabéns pela grande atuação e conquista e a todos q se sentiram ofendidos reitero minhas desculpas pois jamais foi a minha intenção”, encerrou o medalhista olímpico pela seleção.

Publicidade

Fotos: foto 1: Erbs Jr/Reprodução/foto 2: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mulher de 74 anos dá à luz a gêmeas e se torna a mais velha do mundo a fazer um parto